sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Bruxelas avisa que a Grécia precisa de passar da "vontade política" às "ações"

 A Comissão Europeia disse hoje que não basta uma "forte vontade política" para negociar as reformas e resolver os problemas de liquidez da Grécia, mas que é preciso ir mais longe e passar a "ações e progressos".

© Hannibal Hanschke / Reuters

"Nesta fase, uma forte vontade política por si só não é suficiente, é preciso passar a ações e progressos", disse hoje o porta-voz da Comissão Europeia, Margaritis Schinas, na conferência de imprensa diária, em Bruxelas. 

Na minicimeira da passada quinta-feira à noite, o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, assumiu o compromisso de entregar "nos próximos dias" uma lista completa de reformas específicas às instituições credoras, Comissão Europeia, Banco Central Europeu (BCE) e Fundo Monetário Internacional (FMI), o que deverá permitir à Grécia obter fundos pendentes do segundo resgate e que são cruciais perante as dificuldades de liquidez do país.

"Estamos agora à espera dessa lista", acrescentou o porta-voz, declarando que se há "momentos para palavras e declarações" o momento agora é "de trabalhar".

Margaritis Schinas recusou, no entanto, comentar a carta enviada a 15 de março pelo primeiro-ministro grego à chanceler alemã e divulgada pelo Financial Times.

Nessa carta, que terá estado na origem da minicimeira em Bruxelas na semana passada, Tsipras avisou Angela Merkel que "seria impossível" para Atenas assegurar o serviço da dívida nas próximas semanas se não fosse libertada a curto prazo assistência financeira ao país.      

É mesmo referida a possibilidade de a Grécia ter de escolher entre pagar salários e pensões ou o serviço de dívida, com a Grécia a ser muita crítica para com as limitações impostas pelo Banco Central Europeu, como a restrição de aumentar a emissão de bilhetes do tesouro, quando o país não consegue praticamente aceder aos mercados financeiros. 

O primeiro-ministro da Grécia pede a Merkel que não permita que a falta de um "pequeno fluxo de caixa" se transforme num grande problema para a Grécia e a Europa.

"Essa carta é do dia 15. Hoje estamos a 23. Muitas coisas aconteceram desde então", afirmou hoje o porta-voz da Comissão Europeia.

Schinas também não quis revelar se desde a minicimeira da semana passada -- que durou mais de três horas e meia e em que participaram, além de Alexis Tsipras e de Angela Merkel, o Presidente francês, François Hollande, o presidente do BCE, Mario Draghi, o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, o presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, e o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, -- melhoraram as condições de trabalho das equipas técnicas que estão em Atenas. Fontes europeias têm dito que os peritos se deparam com várias dificuldades para acederem aos dados das finanças helénicas.

Merkel e Tsipras encontram-se hoje à tarde em Berlim, no seu primeiro encontro bilateral, perante as informações de que Atenas tem dinheiro apenas para mais umas semanas e as prováveis exigências de reparações de guerra da Grécia à Alemanha.

Lusa

  • Tsipras na Alemanha para desbloquear ajuda europeia
    2:28

    Economia

    O primeiro-ministro grego vai reunir-se com Angela Merkel, esta tarde, em Berlim. Deverá apresentar a lista completa e detalhada de reformas com que a Grécia se comprometeu. O encontro está a gerar grande expectativa, uma vez que os cofres gregos só têm dinheiro para salários e pensões até Abril.

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Desporto

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Desporto

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Votações sobre o mapa judiciário geram tensão no Parlamento
    2:01

    País

    O momento das votações no Parlamento ficou marcado por alguma tensão. Depois de aprovadas, em comissão, as alterações ao mapa judiciário, o PSD opôs-se a que o diploma fosse votado em plenário, uma vez que não fazia parte da versão inicial do guião de votações. A esquerda acusou os sociais-democratas de terem motivações estritamente políticas e não regimentais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.