sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Juncker menos pessimista em relação à Grécia

O presidente da Comissão Europeia disse hoje que está menos pessimista quanto à situação da Grécia e às negociações com os credores, acrescentando que as reformas a apresentar por Atenas deverão chegar no máximo até ao início da próxima semana.

Presidente do Eurogrupo, Jean Claude Junker

Presidente do Eurogrupo, Jean Claude Junker

Na sessão plenária de hoje do Parlamento Europeu, em Bruxelas, Jean-Claude Juncker contou que falou na terça-feira com o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, e que este lhe disse que as reformas concretas pedidas pelos parceiros europeus serão apresentadas até final desta semana ou, no máximo, no início da próxima semana.

"Admito que estava pessimista ao longo dos últimas semanas, porque não havia progressos, mas agora voltamos a ter um processo normalizado e penso que vamos chegar a uma conclusão favorável, tanto para a Grécia -- que eu tanto gosto -- como para a União Europeia", disse Juncker, no debate com os deputados sobre as conclusões do Conselho Europeu da semana passada.

À margem dessa reunião que juntou os chefes de Estado e de Governo dos 28 Estados-membros, realizou-se uma minicimeira entre líderes europeus e o primeiro-ministro grego, em que Tsipras assumiu o compromisso de entregar uma lista completa de reformas específicas às instituições credoras - Comissão Europeia, Banco Central Europeu (BCE) e Fundo Monetário Internacional (FMI) - para que o país possa aceder aos fundos pendentes do segundo resgate e que são cruciais perante as graves dificuldades de liquidez dos cofres públicos gregos.

Juncker disse ainda que quando essa lista chegar será analisada pelas instituições, que formam o  'Grupo de Atenas' (nome com que foi rebatizada a 'troika', termo que não agradava ao novo executivo helénico), para verificar se estão em linha com o pretendido e a sua viabilidade.

"Depois das avaliações feitas, o processo pode a partir daí avançar da melhor forma possível", acrescentou Juncker, o que deverá passar pela marcação de uma nova reunião dos ministros da economia e das finanças da zona euro (Eurogrupo).

O Governo grego já disse que as reformas a apresentar aos parceiros europeus não contêm medidas de austeridade e serão baseadas na lista de propostas que o ministro das Finanças, Yanis Varoufakis, já apresentou em fevereiro.

Lusa

  • E agora?
    15:07

    Reportagem Especial

    Há uma semana, Portugal voltou a ser palco de uma tragédia que matou pelo menos 44 pessoas e deixou cerca de 70 feridas. Os incêndios destruíram mais de 800 casas, dezenas de empresas e explorações agropecuárias, mataram milhares de animais e consumiram uma gigantesca área de floresta. A reportagem da SIC andou pelo concelho de Tondela, onde três pessoas morreram e o levantamento de prejuízos ainda não está fechado.

  • "Sinto-me como quem leva uma sova monumental"
    0:30
  • Temperaturas vão subir até 4ª feira

    País

    As temperaturas vão subir até esta quarta-feira, prevendo-se máximas entre os 22 e os 29 graus na generalidade do território, valores acima do normal para a época do ano, adiantou hoje a meteorologista Maria João Frada.

  • "Não compreendi absolutamente nada a substituição do Casillas"
    1:58
    Play-Off

    Play-Off

    DOMINGO 22:00

    Os guarda-redes de FC Porto e Benfica estão neste momento em destaque depois de José Sá ter assumido a baliza dos dragões em detrimento de Iker Casillas. Nas águias, Svilar repetiu a titularidade frente ao Desportivo das Aves. Os comentadores do programa Play-Off Rodolfo Rei, Rui Santos, João Alves e Manuel Fernandes analisaram as duas situações.

  • Famílias afetadas pelos fogos começam a receber bens de primeira necessidade
    2:30
  • Equipa responsável por renovação da Proteção Civil ainda não é conhecida
    2:45

    País

    A constituição da unidade de missão que deverá entrar esta segunda-feira em funções para concretizar a reforma dos sistemas de prevenção e combate a incêndios ainda não é conhecida. A equipa de trabalho anunciada por António Costa será responsável por pôr de pé o novo sistema de Proteção Civil, aprovado no Conselho de Ministros extraordinário de sábado.

  • "Quero unir o PSD depois de o clarificar"
    1:17
  • Quem são os lesados do BES?
    4:52