sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Zona euro nega à Grécia devolução de 1,2 mil milhões de euros pelo fundo de estabilização

O grupo de trabalho do Eurogrupo considerou hoje que não há "motivo legal" para devolver à Grécia 1200 milhões de euros que reclama do Fundo Europeu de Estabilização Financeira, em mais uma contrariedade para os cofres públicos helénicos.

© Yannis Behrakis / Reuters

Após o debate sobre a exigência do Executivo grego, o porta-voz do fundo europeu disse em comunicado que "houve acordo que, legalmente, não houve reembolso excessivo" por parte da Grécia, estando agora a analisar-se como vai evoluir este processo em que a Grécia reclama 1,2 mil milhões de euros.

Esta é mais uma contrariedade para o novo Governo grego, uma vez que a devolução deste montante seria um pequeno balão de oxigênio para os cofres públicos, que já estão com dificuldades de liquidez e quando o país tem de reembolsar 15,5 mil milhões de euros aos seus credores entre março e agosto.

Em fevereiro, o novo Governo grego devolveu ao Fundo Europeu de Estabilização Financeira 10,9 mil milhões de euros em obrigações emitidas por este para recapitalização dos bancos gregos e que não foram utilizados.

No entanto, o Executivo veio a perceber que na recapitalização da banca grega houve 1,2 mil milhões de euros que vieram de reservas próprias do fundo de estabilização bancário helénico.

A recapitalização usando reservas próprias do fundo grego foi feita por decisão do anterior Governo, liderado por Antonis Samaras ,apesar de o fundo de estabilização ainda ter os tais 10,9 mil milhões de euros em dívida do fundo europeu que poderiam ser usados em injeções de dinheiro aos bancos gregos.

Assim, o Governo de Alexis Tsipras defende a devolução desse montante. 

Segundo disse à France Presse uma fonte envolvida neste grupo de trabalho, Atenas não tem sido bem-sucedida neste tema porque está previsto legalmente que todas as obrigações não utilizadas do fundo de estabilização europeu devem ser devolvidas.

Lusa
  • Vem lá chuva

    País

    A chuva vai voltar a Portugal continental a partir de quarta-feira e pelo menos até domingo, enquanto as temperaturas mínimas deverão subir.

  • "O Sporting é o um barco à deriva"
    2:26
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    A crise do Sporting foi o principal tema em O Dia Seguinte, esta segunda-feira. José Guilherme Aguiar censura Bruno de Carvalho por ter convidado Jorge Jesus para a comissão de honra da recandidatura. Já Rogério Alves não tem dúvidas que a contestação tem aumentado de tom devido à proximidade das eleições do Sporting. Rui Gomes da Silva pensa que toda a direção leonina é responsável pelo mau momento atual do clube.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Violação emitida em direto no Facebook

    Mundo

    Três homens foram detidos na Suécia, por suspeitas de violação de uma mulher, num apartamento a 70 quilómetros da capital. Os suspeitos filmaram o ato de violência e exibiram-no em direto no Facebook.

  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.