sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Governo grego inicia consultas sobre aumento do salário mínimo

O Governo grego iniciou hoje consultas com o patronato e os sindicatos sobre um projeto de aumento do salário mínimo em duas etapas até ao fim de 2016, com uma primeira revalorização aplicada no outono.

Reuters

O ministro do Trabalho, Panos Skourletis, iniciou hoje três dias de discussões com os parceiros sociais para apresentar os projetos de reforma do Governo que preveem o aumento do salário mínimo e o restabelecimento das convenções coletivas revogadas durante os programas de austeridade que foram aplicados desde 2010.

"Estamos vinculados à lógica do diálogo social por oposição aos governos anteriores, que na lógica do memorando (de austeridade), tomavam decisões unilaterais que levaram a uma redução brutal dos rendimentos dos trabalhadores", declarou o ministro.

O projeto do Governo prevê numa primeira fase unificar as grelhas de salário mínimo de várias categorias em torno da mesma base de 650 euros a partir de 1 de outubro, em vez dos 580 atuais.

Numa segunda fase, em julho de 2016, o salário mínimo passaria para 751 euros, uma promessa eleitoral do Syriza, que ganhou as eleições de 25 de janeiro.

Esta subida do salário mínimo não agrada a alguns países europeus com os quais a Grécia mantém conversações sobre o financiamento do país. Se o aumento se concretizar, "seis países europeus terão um salário mínimo inferior", entre os quais Portugal, apontou em finais de fevereiro o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker.

Lusa
  • "É pesado dizer a miúdos que ainda ontem os pais estavam a ensinar o atar ténis que vão ficar em prisão preventiva"
    2:49
  • Pecado da gula ameaça maior anfíbio do mundo

    Mundo

    O maior anfíbio do mundo está em sério risco de extinção. Iguaria muito apreciada no Oriente, a salamandra-gigante-da-China já praticamente desapareceu do seu habitat natural, concluiu uma pesquisa realizada durante quatro anos. Em contraste, milhões destes animais são reproduzidos em cativeiro e têm como destino restaurantes de luxo.

  • Reclusos limpam Ria Formosa
    3:01

    País

    Alguns reclusos do estabelecimento prisional de Olhão estão pela segunda vez a limpar a ilha da Armona, na Ria Formosa. São homens que beneficiam de regime aberto e, em fim de cumprimento de pena, têm com este trabalho uma amostra da liberdade que tanto aguardam.