sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Ministro grego diz que Atenas vai pagar ao FMI em maio

O ministro-adjunto das Finanças da Grécia afirmou hoje que será pago o reembolso ao Fundo Monetário Internacional (FMI) previsto para maio e que as negociações com os credores devem terminar em breve para ultrapassar a "asfixia" económica.

PATRICK PLEUL

"Há uma negociação em curso e todos os dados indicam que podemos pagar a 12 de maio", disse Dimitris Mardas em conferência de imprensa.

O reembolso da Grécia ao FMI previsto para maio é de 747 milhões de euros, depois de a 9 de abril Atenas ter pago ao mesmo organismo 460 milhões de euros.

O jornal Financial Times noticiou hoje que a Grécia pediu informalmente ao FMI um adiamento dos pagamentos face aos problemas de liquidez do país, mas o ministro disse que na sexta-feira Atenas "vai pagar 80 milhões ao FMI".

Dimitris Mardas reconheceu os problemas de liquidez, mas afirmou que até agora Atenas tem cumprido os seus pagamentos.

"Tendo em conta a liquidez que havia quando assumi o cargo, a 24 de fevereiro deveríamos ter ficado sem liquidez e sem capacidade de pagar a ninguém, mas desde então temos cumprido todas as obrigações do Estado", salientou.

O membro do governo referiu-se também às negociações em curso com os credores e à necessidade de serem concluídas em breve.

"É necessário um acordo em breve. É necessário para a economia real que está em estado de asfixia", afirmou, acrescentando que a Grécia tem facilitado os dados aos grupos técnicos que trabalham em Atenas.

O ministro-adjunto das Finanças anunciou também uma série de medidas para reduzir as despesas de funcionamento de ministérios e organismos públicos, que poderão levar a uma poupança superior a 300 milhões de euros e que dizem respeito "a gastos em comunicação e publicidade dos ministérios".

"Vamos começar a alugar edifícios públicos não utilizados", apontou, anunciando também um projeto de lei para a redução da burocracia com o qual o governo espera economizar 177 milhões de euros.

Lusa

  • Manuel Valls diz que Trump fez declaração de guerra à Europa

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro francês Manuel Valls, aspirante a candidato socialista às presidenciais deste ano, considerou esta segunda-feira como uma "declaração de guerra" as afirmações do futuro Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a União Europeia.

  • Morreu o último homem que pisou a Lua

    Mundo

    O astronauta norte-americano Eugene Cernan, o último homem a pisar a Lua, morreu esta segunda-feira aos 82 anos, informou a agência espacial norte-americana, NASA.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.