sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Governo grego rejeita ultimato da UEFA e da FIFA por causa de lei sobre Desporto

O vice-ministro grego dos Desportos, Stavros Kontonis, rejeitou esta quarta-feira o ultimato da UEFA e da FIFA, que ameaçaram banir as equipas gregas das competições internacionais se o parlamento helénico aplicar a nova legislação sobre o Desporto.

A UEFA e a FIFA acusaram as autoridades gregas de intromissão no futebol com o novo projeto-lei destinado a combater a violência no desporto e de violação das prerrogativas da Federação Grega de Futebol. (Arquivo)

A UEFA e a FIFA acusaram as autoridades gregas de intromissão no futebol com o novo projeto-lei destinado a combater a violência no desporto e de violação das prerrogativas da Federação Grega de Futebol. (Arquivo)

© Laszlo Balogh / Reuters

"Não vamos mudar a filosofia da lei em relação ao desporto. A supervisão da UEFA e da FIFA sobre o futebol grego falhou", advertiu Kontonis em declarações ao canal de televisão grego Mega, em resposta a um faxe hoje enviado à Federação helénica pelas duas instituições que regem o futebol europeu e mundial. 

A UEFA e a FIFA acusaram as autoridades gregas de intromissão no futebol com o novo projeto-lei destinado a combater a violência no desporto e de violação das prerrogativas da Federação Grega de Futebol.

"Se a lei for aprovada tal como está proposta, não teremos outra escolha a não ser levar este caso à atenção dos serviços competentes da FIFA e UEFA para sanções imediatas, incluindo a suspensão da Federação grega de futebol", pode ler-se na carta assinada pelos secretários-gerais da FIFA, Jérôme Valcke, e da UEFA, Gianni Infantino. 

Nessa carta conjunta, as duas instituições fazem saber que tal suspensão significaria que nenhuma equipa ou clube gregos poderiam participar nas competições organizadas pela FIFA e pela UEFA.

O Governo grego apresentou em fim do março um projeto-lei no parlamento para combater severamente a violência no desporto.

Com a nova lei, as autoridades gregas podem impor multas que variam entre 10 mil e 25 milhões de euros para responsáveis por incidentes violentos, pedir o adiamento ou cancelamento de eventos desportivos e interditar das competições europeias os clubes prevaricadores.

O projeto-lei também prevê um melhor enquadramento para emissão de bilhetes e penalidades para os órgãos de comunicação social que incitem à violência.

Kontonis revelou que irá ter uma reunião com representantes da FIFA e da UEFA no final do mês para chegar a um acordo, mas sublinhou que "não aceita ultimatos".

O vice-ministro dos Desportos disse ainda que, não obstante os inconvenientes que decorrem das divergências com a UEFA e a FIFA, o Governo irá criar as condições para manter sob controlo todos os aspetos que envolvem o desporto na Grécia. A lei deve ser aprovada no início de maio.

Lusa
  • Mais de um milhão de crianças em risco de morrer à fome
    1:23

    Mundo

    Cerca de 1.4 milhões de crianças estão em risco iminente de morrer à fome. Deste modo, a UNICEF faz um apelo urgente de cerca de 230 milhões de euros para levar nos próximos meses comida, água e serviços médicos a estas crianças. As imagens desta reportagem podem impressionar os espectadores mais sensíveis.

  • Vídeo amador mostra destruição na Síria
    1:04

    Mundo

    A guerra na Síria continua a fazer vítimas mortais. Um vídeo amador divulgado esta segunda-feira mostra o estado de uma localidade a este de Damasco, depois de um ataque aéreo no fim-de-semana. No ataque, 16 pessoas morreram e há várias dezenas de feridos.

  • Partidos querem eleições a 1 de outubro
    1:35
  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32
  • Homem que esfaqueou mulher em Esmoriz é acusado de homicídio qualificado
    1:24

    País

    O homem que no sábado esfaqueou a mulher em Esmoriz está acusado de homicídio qualificado. O arguido de 50 anos foi ouvido esta segunda-feira pelo juiz de instrução e ficou em prisão preventiva, uma medida fundamentada pelo perigo de fuga e de alarme. O homem remeteu-se ao silêncio durante o interrogatório, no Tribunal de Aveiro.

  • Homem condenado a oito anos e meio por abuso sexual da mãe
    1:10

    País

    O Tribunal de Coimbra condenou esta segunda-feira um homem de 53 anos a oito anos e meio de prisão por abuso sexual da mãe e ainda por crimes de roubo e coação. A mãe, de 70 anos, sofria de problemas nervosos e consumia bebidas alcoólicas com frequência, tendo sido vítima de abuso sexual por parte do filho enquanto dormia. Os crimes cometidos remetem para o início de 2016, depois do homem já ter cumprido outras penas de prisão em Espanha.

  • Jovem de 21 anos morre colhida por comboio na linha da Beira Baixa
    0:43

    País

    Uma jovem de 21 anos morreu esta segunda-feira ao ser atropelada pelo comboio Intercidades à saída da estação de Castelo Branco, na linha da Beira Baixa. A vítima foi colhida pelo comboio que seguia no sentido Lisboa-Covilhã ao atravessar a linha de caminho de ferro. Este é um local onde não existe passagem de nível, mas habitualmente muitas pessoas arriscam fazer a travessia da linha.

  • Banco do Metro com pénis gera polémica no México

    Mundo

    Um banco em formato de homem com o pénis exposto, numa das carruagens de Metro da Cidade do México, está a gerar polémica. A iniciativa integra uma campanha contra o assédio sexual de que as mulheres são vítima no país.