sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Eurogrupo reúne-se hoje em Riga sem perspetivas de acordo sobre Grécia

Os ministros das Finanças da zona euro reúnem-se hoje em Riga, capital da Letónia, num encontro de que não deverá sair qualquer acordo sobre as medidas que a Grécia deve adotar para ultrapassar o impasse e receber financiamento.

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© POOL New / Reuters

Depois de durante várias semanas esta reunião ter sido apontada como aquela em que deveria haver um acordo preliminar que permitisse a Atenas aceder à última tranche do programa de resgate, de 7,2 mil milhões de euros, as dificuldades em chegar a um entendimento com os credores levou a que nos últimos dias fossem diminuídas as expectativas sobre o encontro.

Um alto funcionário europeu disse esta semana que, na reunião informal do Eurogrupo, a discussão sobre a Grécia deverá resumir-se a um breve ponto de situação sobre o estado das negociações com o Governo liderado por Alexis Tsipras.

A expectativa é agora de que haja um entendimento mais para o final deste mês ou início de maio.

A Grécia está desde fevereiro - quando foi prolongado o atual programa de resgate, até junho - em negociações com o chamado Grupo de Bruxelas (Comissão Europeia, Banco Central Europeu, Fundo Monetário Internacional e Mecanismo Europeu de Estabilidade) sobre as reformas estruturais e as medidas de consolidação orçamental a executar em contrapartida de ajuda financeira. Desde agosto do ano passado que Atenas não recebe qualquer financiamento dos credores oficiais.

No entanto, apesar de o Governo helénico já ter apresentado várias listas com propostas, as instituições continuam a exigir medidas mais 'aceitáveis', sobretudo em termos de finanças públicas, pensões, legislação laboral e privatizações.

Esta quinta-feira, à margem da cimeira extraordinária sobre a migração em Bruxelas, o primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, reuniu-se com a chanceler alemã, Angela Merkel.

No final, em conferência de imprensa, Tsipras disse que houve um "progresso substancial" nas negociações no âmbito do Grupo de Bruxelas e que ambos os lados estão agora otimistas.

A reunião de hoje dos ministros das Finanças e da Economia da zona euro arranca pelas 09:00 (hora local, 07:00 em Lisboa), estando Portugal representado pela ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque.

Além da Grécia, o encontro - que se prevê que dure cerca de duas horas e meia - servirá para discutir a união bancária e a avaliação da Comissão Europeia a Espanha após o resgate ao sistema bancário.


Lusa
  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".