sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Acordo entre Atenas e credores "muito próximo", diz negociador grego

Um acordo entre a Grécia e os seus credores internacionais para ajuda financeira a Atenas está "muito próximo", garantiu hoje o coordenador helénico das negociações, o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros Euclid Tsakalotos.

(AP/ Arquivo)

(AP/ Arquivo)

(Petros Giannakouris/ AP)

"Após semanas de negociações muito duras, se o outro lado estiver disponível, tornar-se-á evidente que o acordo está muito próximo", vincou Tsakalotos em declarações ao jornal grego Avgi, palavras reportadas pela agência France-Presse.


O governante reconhece todavia que Atenas e os credores estão ainda "politicamente distantes" em matérias como pensões, salários e questões laborais, matérias que "ficarão em aberto até ao último minuto".


As declarações de Euclid Tsakalotos surgem antes de uma nova reunião do Eurogrupo (ministros das Finanças da zona euro) em Bruxelas, na segunda-feira.


Após esse encontro dos titulares das Finanças, Atenas espera uma "declaração favorável" às negociações com vista ao desembolso de parte do empréstimo concedido pelos credores.


A Grécia enfrenta problemas de liquidez devido a um impasse nas negociações com os credores que tem atrasado a transferência para os cofres gregos de uma parcela de 7,2 mil milhões de euros do empréstimo concedido em 2012.


No que refere ao lado europeu, as cautelas são maiores: o presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, afiançou ao jornal italiano Corriere della Sera que, não obstante os progressos nas negociações, o momento não é ainda de total concórdia.


"Fizemos progressos mas não estamos próximos de um acordo. Tal [luz verde final] não será atingido na reunião de segunda-feira do Eurogrupo", prosseguiu o responsável.


Na terça-feira, Atenas terá de devolver parte do empréstimo ao Fundo Monetário Internacional (FMI), fatia no valor de 750 milhões de euros, pagamento que o ministro das Finanças, Yanis Varufakis, bem como outras fontes helénicas, garantiram já que será feito.


Lusa

  • Frio no fim de semana, regiões do interior podem chegar aos -5 °C
    1:23

    País

    A Proteção Civil emitiu um alerta para o tempo frio e seco e pede cuidados redobrados. As temperaturas já começaram a descer, com regiões a registarem valores negativos. No interior, podem chegar aos 5 graus negativos. Até ao Natal o tempo vai manter-se frio, seco e com ausência de chuva.

  • Pedrógão Grande, seis meses depois - documentário Expresso
    0:29
  • PS volta a subir nas intenções de voto e não baixa dos 40%
    2:01
  • Marcelo evita "ideia de que o ano foi todo muito bom"
    3:14

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa disse esta sexta-feira que 2017 teve "o melhor e o pior" e que "é preciso evitar a "ideia que o ano foi todo muito bom". O Presidente da República fez estas declarações depois de António Costa ter dito que a nível económico este "foi um ano particularmente saboroso".