sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Merkel diz que ainda "há muito a fazer" para acordo sobre dívida grega

A chanceler alemã disse hoje que há muito para fazer até se chegar a acordo com a Grécia sobre o prosseguimento da ajuda financeira, numa altura em que se arrastam as negociações e os receios de Atenas ficar sem dinheiro. 

© Ints Kalnins / Reuters

O Governo de esquerda grego liderado pelo primeiro-ministro Alexis Tsipras está em negociações para obter novo financiamento junto dos credores internacionais, que pedem mais medidas de austeridade em troca. 

Tsipras, a chancelar alemã, Angela Merkel, e o Presidente francês, François Hollande, reuniram-se na noite de quinta-feira à margem da IV Cimeira da Parceria Oriental, na capital da Letónia, mas as suas discussões não surtiram avanços. 

"Foi um diálogo muito amigável e construtivo", disse Merkel hoje, quando hoje se dirigia para a cimeira. 

"Mas é claro, o trabalho com as três instituições tem de continuar. Há muito para fazer", afirmou, referindo a União Europeia, Banco Central e Fundo Internacional Monetário.

Merkel disse que ela e Hollande ofereceram ajuda a Tsipras, caso este necessitasse durante as negociações, mas que dependia da Grécia chegar a acordo com os três credores. 

"A conclusão tem de ser encontrada com as três instituições e tem de ser trabalhada muito, muito intensamente", acrescentou.

Tsipras disse que estava "muito otimista", à chegada à cimeira hoje,e não quis fazer mais comentários.


Lusa

  • Passos lamenta que ainda não haja acordo entre a Grécia e os credores
    1:58

    Economia

    A Grécia domina as atenções na Cimeira Europeia que se realiza na Letónia e onde está o primeiro-ministro português. Pedro Passos Coelho disse lamentar que não haja sinais de que o entendimento entre a Grécia e os credores "esteja próximo de ser alcançado". Em Riga, Passos disse, no entanto, esperar que o acordo possa ser alcançado e alertou para a escassez do tempo.

  • Prisão preventiva para homicida de Barcelos
    1:43

    País

    O alegado homicida de Barcelos vai ficar em prisão preventiva, por quatro crimes de homicídio. Adelino Briote foi ouvido este sábado de manhã no Tribunal de Braga, depois de na sexta-feira ter alegadamente degolado quatro pessoas na freguesia de Tamel, em Barcelos.

  • Homem suspeito de matar a mulher em Esmoriz

    País

    Um homem é suspeito de ter esfaqueado este sábado mortalmente a mulher em Esmoriz, concelho de Ovar, num contexto de violência doméstica, disse à agência Lusa fonte da Guarda Nacional Republicana (GNR).

  • Morte de portuguesa no Luxemburgo afinal não aconteceu

    País

    A morte de uma portuguesa em Bettembourg, no sul do Luxemburgo, não terá acontecido. O Jornal do Luxemburgo avançou, esta manhã, que a emigrante portuguesa tinha sido baleada mortamente pelo filho, uma informação entretanto desmentida por outro jornal online. Segundo o Bom Dia Luxemburgo, o que aconteceu foi afinal uma rusga policial.

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Hora do Planeta, apagam-se as luzes para despertar consciências
    2:19
  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.