sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Grécia diz que equipas técnicas e credores vão começar a redigir acordo

As equipas técnicas envolvidas nas negociações entre a Grécia e os credores vão redigir um projeto de acordo, anunciou hoje fonte governamental grega à agência Reuters.

© Kostas Tsironis / Reuters

A Grécia, que tem problemas de liquidez e corre risco de incumprimento, está desde fevereiro a negociar com os credores (Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional) um acordo para que seja desbloqueada uma tranche de 7,2 mil milhões de euros do empréstimo concedido ao país em 2012.

"Um projeto de acordo vai começar a ser redigido hoje em Bruxelas", disse a fonte. "O primeiro-ministro grego vai estar em contacto constante com outros dirigentes para facilitar um acordo", acrescentou.

O compromisso envolverá os níveis de excedente orçamental primário (excluindo os encargos com a dívida), a reforma do IVA, uma revisão do sistema de reformas e pensões e a dívida.

Segundo Atenas, a reforma das pensões terá por objetivo limitar as reformas antecipadas e a unificação das distintas caixas de pensões, sem prejuízo de direitos adquiridos.

O Governo grego compromete-se também a realizar um amplo estudo sobre a sustentabilidade do sistema de segurança social, mas não tenciona fazer mais cortes, disseram fontes governamentais.

A reunião do Grupo de Bruxelas deveria começar ao início da tarde, mas foi atrasada devido ao encerramento do espaço aéreo belga provocado por uma avaria no sistema de controlo.

  • Descida da TSU inconstitucional?
    2:37

    TSU

    Especialistas ouvidos pela SIC põem em causa a constitucionalidade da descida da Taxa Social Única dos patrões, como contrapartida pelo aumento do salário mínimo. Como se trata de um imposto pago pelas empresas, só o Parlamento pode decidir uma alteração nas taxas. Neste caso, o Governo decidiu sozinho.

  • Autocarro com seguranças atacado em Braga
    0:42

    Desporto

    Dois autocarros que transportavam elementos de uma empresa de segurança foram atingidos por tiros e pedras depois do jogo entre o Sporting de Braga e o Vitória de Guimarães. O ataque deu-se a poucos quilómetros do Estádio Municipal de Braga. A PSP e a PJ estiveram no local a recolher provas.