sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Grécia a trabalhar para que a reunião de segunda-feira seja um "sucesso"

Uma saída da Grécia do euro marcará "o princípio do fim da zona euro", defendeu o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, numa entrevista publicada hoje pelo diário austríaco Kurier, em vésperas de uma cimeira extraordinária em Bruxelas. A Grécia está a trabalhar para que a reunião de emergência de segunda-feira seja um "sucesso", disse o Governo, após o impasse entre Atenas e os credores. 

© Yannis Behrakis / Reuters

"O famigerado "Grexit" não pode ser uma opção, nem para os gregos, nem para a União Europeia. Será um processo irreversível, será o princípio do fim da zona euro", declarou Tsipras na entrevista. 


"Esperamos que as negociações finais decorram ao mais alto nível político da Europa e estamos a trabalhar para que a cimeira seja um sucesso", disse hoje o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, em comunicado. 


O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, convocou uma cimeira de emergência com os líderes dos 19 países da zona euro para segunda-feira, em Bruxelas, numa altura em que aumentam os receios de que a Grécia não consiga pagar as dívidas até ao prazo estabelecido, 30 de junho. 

 
Atenas admite novas concessões, mas não todas 


O ministro da Reforma Administrativa da Grécia, Yorgos Katrugalos, disse hoje que o seu governo está aberto a novas concessões na negociação com os credores, mas não a tudo o que lhe pedem, em particular no que toca às pensões. 


"Não podemos aceitar, por exemplo, os novos cortes nas pensões", sobretudo tendo em conta que muitos reformados estão já no limiar da pobreza, disse Katrugalos, numa entrevista à rádio francesa RFI. 

O ministro afirmou também que a Grécia não aceita "novas medidas de austeridade que vão agravar ainda mais a economia". 


Sobre as pensões, insistiu que já se efetuaram reformas em alguns dos regimes do país e que outras estão em marcha, sublinhando que o Governo não o quer fazer "de forma brutal". 


"Há reformas e reformas. Não podemos estar de acordo com uma nova desregulação da legislação laboral", acrescentou. 


O ministro grego criticou os comentários da diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, sobre a necessidade de os gregos se comportarem como adultos nas negociações. 

 

"Quando se fazem comentários como este, não há espírito de diálogo sincero", disse, lembrando que a própria Lagarde reconheceu que o FMI cometeu "certos erros técnicos com a Grécia". 

 


Com Lusa

  • Os melhores do mundo pela FIFA da última década

    Desporto

    O português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi têm repartido de forma igual os prémios de melhor jogador do mundo pela FIFA, na última década. Apesar destes dois nomes serem os mais falados, muitos outros jogadores foram nomeados para o prémio. Conheça a lista dos nomeados e dos vencedores desde 2007.

  • "Avançámos em primeiro lugar com incentivos às empresas"
    18:07

    Economia

    O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, esteve na Edição da Noite da SIC Notícias para falar do que pode ser feito depois da tragédia dos incêndios que assolou o país na última semana. O governante diz que já avançou com incentivos às empresas afetadas e que neste momento o mais importante é preservar a segurança das pessoas.

    Entrevista SIC Notícias

  • Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado debates com as bases do PSD
    0:40

    País

    Pedro Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado a realização de debates com as bases do partido. Fernando Negrão, responsável pela candidatura de Santana Lopes à presidência do PSD, já tinha advertido em comunicado que a posição de Rui Rio poderia também inviabilizar quaisquer outros frente a frente, incluindo os organizados pela comunicação social. Santana Lopes está na Guarda, no primeiro jantar com apoiantes desde que anunciou a candidatura.

  • Tudo o que precisa saber sobre a moção de censura

    País

    O Governo minoritário do PS enfrenta na terça-feira a sua primeira moção de censura, a 29.ª em 43 anos de democracia, mas PCP, BE e PEV já anunciaram que vai "chumbar" a iniciativa do CDS-PP. Esta é a sétima moção de censura apresentada pelo CDS-PP e a 29.ª a ser discutida na Assembleia da República. Os três partidos de esquerda que têm apoiado o executivo, PCP, BE e PEV, já anunciaram que votam contra. Com os votos do PS, a moção é chumbada.

  • Gémeas correm risco de vida se não saírem de Gaza

    Mundo

    Duas irmãs gémeas siamesas correm risco de vida enquanto permanecerem em Gaza. Quem diz é o médico Alam Abu Hamba, do Hospital de Shifra, que garante que "situação complicada" das meninas não pode ser tratada por médicos no território costeiro, atulamente bloqueado pelo Egito e por Israel. Abu Hamba espera que o casal de gémeas possa ser transferido para fora da separação.

  • Encontrado corpo de menina posta de castigo na rua pelo pai

    Mundo

    Sherin Mathews estava desaparecida desde o dia 7 de outubro. Este domingo a polícia do estado norte-americano do Texas encontrou o corpo de uma criança que acreditam ser a menina de três anos, desaparecida depois de o pai a colocar de castigo na rua, durante a madrugada.

    SIC