sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Varoufakis pede para não deixar cair acordo por quantidades "minúsculas"

O ministro das Finanças grego, Yanis Varoufakis, não apresentou novas propostas na reunião de quinta-feira do Eurogrupo no Luxemburgo, mas instou os homólogos a não deixar o acordo fracassar por quantidades "minúsculas". 

© Francois Lenoir / Reuters

Segundo se depreende do texto da sua intervenção, que o próprio Varoufakis divulgou no seu blogue no âmbito da "transparência" e como "antídoto da propaganda", o ministro instou os seus colegas a não permitirem que o acordo fracasse pela "minúscula" diferença de cálculo de 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB) entre as previsões grega e dos parceiros.   

   

Como o primeiro-ministro, Alexis Tsipras, em dias anteriores, Também Varoufakis voltou a insistir que o Governo grego está disposto a fazer uma reforma profunda do sistema de pensões, mas sublinhou que de forma alguma pode aplicar um corte de 1% do PIB a prestações que nos últimos anos sofreram cortes até 48%.  


O ministro reconheceu que na Grécia 16% do PIB é destinado ao pagamento de pensões, mas recordou que não é fruto de aumentos das prestações, mas sim da dramática queda do PIB nos últimos anos.  


Varoufakis pediu aos ministros da zona euro para deixarem de debater meios pontos percentuais ou de pedirem medidas com efeitos fiscais imediatos, mas para debaterem como se pode alcançar uma reforma "profunda, integral e permanente". 


Nesse contexto, o ministro propôs impor por lei um "travão automático" para a evolução do défice, cujo cumprimento seria vigiado semanalmente por um Conselho Fiscal independente e implicaria uma redução imediata dos gastos públicos em caso de descarrilamento do défice.  


Varoufakis voltou também a pedir uma racionalização do calendário de pagamentos da dívida e um programa de investimento para reativar a economia. 


O Eurogrupo acabou sem acordo e o presidente do Conselho Europeu, Donal Tusk, decidiu imediatamente convocar uma cimeira extraordinária para segunda-feira.  

 


Lusa

  • Grécia a trabalhar para que a reunião de segunda-feira seja um "sucesso"

    Crise na Grécia

    Uma saída da Grécia do euro marcará "o princípio do fim da zona euro", defendeu o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, numa entrevista publicada hoje pelo diário austríaco Kurier, em vésperas de uma cimeira extraordinária em Bruxelas. A Grécia está a trabalhar para que a reunião de emergência de segunda-feira seja um "sucesso", disse o Governo, após o impasse entre Atenas e os credores. 

  • "Talvez falemos de impasse na Grécia por mais um mês"
    3:11

    Economia

    A reunião do Eurogrupo voltou a terminar sem acordo com o Governo grego. Atenas diz que apresentou hoje propostas muito próximas das exigências dos credores, mas o presidente do Eurogrupo diz que a responsabilidade está do lado da Grécia. José Gomes Ferreira analisou o tema no Jornal da Noite, da SIC, e disse que "talvez falemos de impasse na Grécia por mais um mês".

  • As confissões de Sérgio Conceição: do futuro no FC Porto à zanga com Rui Vitória 
    43:14
  • Parceiros sociais retomam hoje discussão sobre legislação laboral

    Economia

    Os parceiros sociais retomam esta tarde a discussão sobre as alterações à legislação laboral nas áreas do combate à precariedade, promoção da negociação coletiva e reforço da inspeção do trabalho. No encontro, marcado para as 15:00 no Conselho Económico e Social (CES), em Lisboa, o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, deverá apresentar um novo documento com alterações face ao que foi proposto aos parceiros sociais há dois meses.

  • Marcelo descobre que vê mal "ao longe à esquerda"
    2:05

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa recebeu uma declaração dos médicos contra a despenalização da eutanásia. A audiência ao atual bastonário e cinco antecessores acontece a uma semana do tema ir a debate no Parlamento, e no dia em que o Presidente da República foi a estrela do Dia da Segurança Infantil. Marcelo aproveitou para fazer um rastreio à visão e concluiu que tem que estar "atento", à esquerda, ao longe".

  • Sabia que pode emprestar dinheiro a empresas e ganhar 7% em juros por ano?
    8:05
  • É desta que provam a existência do monstro de Loch Ness?

    Mundo

    Para muitos, o monstro de Loch Ness não passa de uma lenda. A verdade é que a existência ou não desta criatura mística continua a suscitar debates entre aqueles que acreditam e os cépticos. Uma equipa internacional de investigadores quer responder finalmente à questão através da recolha de ADN ambiental do Loch Ness, na Escócia.

    SIC

  • Ministro volta a não se comprometer com aumento dos salários
    2:51

    Economia

    O ministro das Finanças diz que a falta de enfermeiros no Hospital de Santa Maria é meramente transitória. Durante a audição no parlamento, o ministro também foi pressionado, à esquerda e à direita, para aumentar os salários na Função Pública, mas voltou a não se comprometer.