sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Eurogrupo volta a reunir-se hoje em busca de um acordo com Atenas

Os ministros das Finanças da zona euro voltam a reunir-se hoje, em Bruxelas, em busca de um acordo de última hora com Atenas, que afaste o cenário de uma saída da Grécia da zona euro, a chamada "Grexit".

Jeroen Dijsselbloem, presidente do Eurogrupo

Jeroen Dijsselbloem, presidente do Eurogrupo

© Yves Herman / Reuters

Numa semana decisiva e "recheada" de reuniões em Bruxelas, à medida que se aproxima rapidamente a data limite para um acordo -- o atual programa de assistência à Grécia expira a 30 de junho, data em que Atenas deve também pagar 1,6 mil milhões de euros ao Fundo Monetário Internacional (FMI) -, o Eurogrupo tem a sua segunda reunião no espaço de três dias, para apreciar as mais recentes propostas do governo de Alexis Tsipras, que chegaram a Bruxelas na segunda-feira de manhã.

A reunião do fórum de ministros da zona euro de segunda-feira, assim como a cimeira de chefes de Estado e de Governo dos 19 Estados-membros do euro realizada no mesmo dia, foram inconclusivas, porque não houve tempo para uma avaliação detalhada das últimas propostas das autoridades gregas, que foram, no entanto saudadas, pela generalidade dos credores internacionais, que, numa primeira análise, as consideraram "finalmente" uma "boa base" para um acordo.

Os ministros das Finanças da zona euro, que se reúnem hoje a partir das 19:00 locais (18:00 de Lisboa), num encontro que se prevê longo, irão discutir um eventual compromisso já com base na apreciação mais aprofundada levada a cabo desde segunda-feira pelas instituições envolvidas nas negociações, Comissão Europeia, Banco Central Europeu e FMI.

Um compromisso em torno do programa de assistência financeira a Atenas, que possa levar ao desbloqueamento da última tranche do "resgate", de 7,2 mil milhões de euros -- essencial para as autoridades gregas conseguirem honrar atempadamente os seus compromissos -, poderá depois ser aprovada ao nível de líderes na cimeira de chefes de Estado e de Governo agendada para quinta e sexta-feira, também na capital belga.

 Portugal estará representado na reunião do Eurogrupo pela ministra Maria Luís Albuquerque e na cimeira de líderes pelo primeiro-ministro Pedro Passos Coelho, que já participaram nas reuniões de segunda-feira.


Lusa

  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Itália tenta colocar migrações na agenda do G7 contra vontade dos EUA
    1:45
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.