sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Credores prometem libertar 1800 milhões logo se Atenas aceitar condições

Um acordo com os credores este sábado fará desbloquear para a Grécia cerca de 1800 milhões de euros de lucros que o BCE fez com a divida grega, dinheiro que ficará disponível a tempo de pagar ao FMI na próxima terça-feira.

O Governo grego, liderado por Alexis Tsipras (na imagem) terá que lutar contra o relógio, fazendo passar no Parlamento, logo no domingo ou o mais tardar na segunda-feira, todas as medidas aprovadas.

O Governo grego, liderado por Alexis Tsipras (na imagem) terá que lutar contra o relógio, fazendo passar no Parlamento, logo no domingo ou o mais tardar na segunda-feira, todas as medidas aprovadas.

© Yves Herman / Reuters

Para isso, é preciso que Atenas aceite todas as condições dos credores e que peça uma extensão do atual programa de ajustamento.

O Governo grego também terá que lutar contra o relógio, fazendo passar no Parlamento, logo no domingo ou o mais tardar na segunda-feira, todas as medidas aprovadas.
  • Tsipras tem o futuro da Grécia nas mãos

    Economia

    Depois de 5 meses no poder Alexis Tsipras tem o futuro da Grécia nas mãos. O primeiro-ministro grego deverá encontrar-se hoje com a chanceler alemã Angela Merkel e com o presidente francês Francois Hollande, à margem do habitual conselho europeu que volta a juntar hoje os líderes da União em Bruxelas. 

  • Juncker admite grande irritação com falta de acordo para a Grécia
    2:19

    Crise na Grécia

    Ainda não há acordo para a Grécia e a decisão final foi adiada para amanhã, mas a tensão é cada vez maior, com o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, a confessar mesmo grande irritação. A reunião deste sábado será a quarta na mesma semana e a quinta em dez dias, realiza-a a apenas três dias do final do prazo para o país receber ajuda financeira e pagar ao FMI.

  • Atenas é que tem beneficiado de "flexibilidade muito maior", diz Passos
    0:51

    Economia

    O primeiro-ministro português diz que não acredita que os credores internacionais possam ser mais flexíveis com a Grécia. Em resposta às declarações de Alexis Tsipras, que esta semana se queixou de que Portugal e Irlanda tiveram melhores condições que a Grécia, Passos Coelho diz que não é verdade e considera mesmo que foi ao contrário, que Portugal e a Irlanda não beneficiaram de tanta boa vontade por parte dos credores.

  • "Já só lhes resta uma coisa: bisbilhotar comunicações privadas"
    2:57

    Caso CGD

    O primeiro-ministro diz que o PSD atingiu o grau zero da política, quando chegou à "bisbilhotice" de querer ver as mensagens trocadas entre o ministro das Finanças e António Domingues. A polémica da Caixa Geral de Depósitos voltou a marcar o debate quinzenal, com António Costa a garantir que nunca esteve em causa a entrega de declarações da administração. Já o PSD e o CDS a acusaram o Governo de violar as regras da transparência e de oprimir os direitos da oposição.

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.