sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Eurogrupo volta a reunir-se por videoconferência esta quarta-feira às 10:30

O Eurogrupo vai-se voltar a reunir por videoconferência esta quarta-feira às 10:30. O presidente do Eurogrupo diz que é demasiado tarde para estender o atual programa de assistência à Grécia. 

Phil Nijhuis

Na sua conta da rede social de twitter, o ministro das Finanças finlandês, Alexander Stubb, indica que a proposta apresentada hoje pelo primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, continha três pedidos, e escreve que dois, a extensão do atual programa e um perdão de dívida "não são possíveis", enquanto o terceiro, um novo empréstimo do mecanismo europeu de estabilidade, será analisado segundo "o procedimento habitual", ou seja, mais tarde.

Por seu lado, o porta-voz do presidente do Eurogrupo anunciou, também na mesma rede social, que na quarta-feira de manhã haverá uma nova teleconferência dos ministros das Finanças da zona euro, após o anúncio de uma nova carta das autoridades gregas.  

Com Lusa

  • "Se estivesse a governar estaria preocupado com o futuro e não só com o presente"
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • EUA negam ter declarado guerra à Coreia do Norte

    Mundo

    Os Estados Unidos negaram esta segunda-feira ter declarado guerra à Coreia do Norte e frisaram que Pyongyang não pode disparar contra os seus aviões em águas internacionais, em resposta a uma ameaça do ministro dos Negócios Estrangeiros norte-coreano.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.