sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

BCE mantém os empréstimos de emergência aos bancos gregos em 89 mil milhões de euros

O Banco Central Europeu (BCE) manteve hoje o patamar máximo de liquidez de emergência que os bancos gregos podem pedir a Frankfurt através do Banco da Grécia em 89 mil milhões de euros, informou um porta-voz da instituição.  

Thanassis Stavrakis

O Conselho de Governadores do BCE, composto pelos governadores dos bancos centrais dos 19 países da zona euro, reuniu-se hoje para discutir a assistência financeira à Grécia antes do referendo do próximo domingo e vai voltar a discutir a matéria na próxima segunda-feira, segundo a informação avançada pela agência de notícias espanhola EFE.

As entidades financeiras helénicas podem refinanciar-se com o programa de assistência de urgência de liquidez através do Banco da Grécia mas, em troca, têm que apresentar garantias, que são a dívida soberana grega e a dívida emitida pelos bancos do país com garantia estatal, cujo 'rating' (notação) foi novamente revisto em baixa pelas agências de notação financeira.

Apesar dos cortes de 'rating' recentes, e da situação de impasse que vive a Grécia, o BCE decidiu não aplicar cortes superiores ao valor da dívida grega ou garantida pelo Estado grego que os bancos apresentam como garantia.

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, anunciou hoje que vai manter o referendo à proposta dos credores agendado para 05 de julho e reiterou o apelo ao "não", garantindo que vai encontrar soluções após a consulta popular.

Numa mensagem à nação transmitida através da televisão, Tsipras reafirmou que os depósitos, pensões e salários dos gregos estão a salvo e que não tenciona levar o país a sair da zona euro.

Posteriormente, o presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, confirmou que não haverá mais conversações entre as instituições e as autoridades gregas nos próximos dias e que os ministros das Finanças da zona euro aguardam agora os resultados do referendo.

A Grécia entrou oficialmente em incumprimento depois de falhar o pagamento de um reembolso de 1,5 mil milhões de euros na terça-feira. Horas antes de o prazo terminar, Atenas apresentou um pedido ao Fundo Monetário Internacional (FMI) para um adiamento do pagamento previsto.

 

 

Lusa

  • Marcelo e Costa unidos contra contagem do tempo integral de serviço
    2:45

    País

    Em menos de 24 horas, o Presidente da República e o primeiro-ministro deram publicamente sinais de que estão unidos contra a contagem de todo o tempo de serviço de professores e outros agentes do Estado para efeitos salariais. Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa disseram que essa possibilidade é uma ilusão e que o país não tem condições para voltar aos níveis anteriores à crise.

  • Estudante português desaparecido no mar Báltico

    País

    Um jovem português de 21 anos desapareceu na segunda-feira, dia 13 de novembro, enquanto fazia uma viagem de cruzeiro entre a cidade finlandesa de Helsínquia e a capital da Suécia, Estocolmo. As autoridades locais fizeram buscas na madrugada em que Diogo Penalva caiu ao mar Báltico, por volta das duas da manhã.

  • Paris inaugura primeiro restaurante naturista

    Mundo

    Para entrar, é preciso retirar a roupa e apenas as mulheres podem permanecer calçadas. O primeiro restaurante naturista de Paris abriu em novembro para responder a uma necessidade em França, principal destino do mundo para os praticantes de nudismo.

  • Político indiano oferece 1,3 milhões por decapitação de atriz

    Mundo

    Deepika Padukone é uma das personagens principais do filme que retrata a relação entre uma rainha hindu e um governante muçulmano. O filme enfureceu um político do Governo indiano, que ofereceu 1,3 milhões de euros como recompensa a quem decapitasse a atriz. A polícia já destacou agentes para proteger a atriz, bem como a sua família.