sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Eurogrupo só retoma negociações após referendo na Grécia

Os ministros das Finanças da Zona Euro (Eurogrupo) já concluíram a nova reunião por teleconferência realizada esta quarta-feira à tarde, tendo decidido prosseguir discussões sobre a ajuda à Grécia apenas após a realização do referendo previsto para domingo. O FMI já veio dizer que concordar com o adiamento dos reembolsos, como pretende a Grécia, não ajuda os países em crise.

Yorgos Karahalis / AP

"Eurogrupo unido na decisão de esperar pelo resultado do referendo na Grécia antes de mais conversações", escreveu o ministro das Finanças eslovaco, Peter Kazimir, na sua conta na rede social twitter.

Também recorrendo à sua conta de twitter, o presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem anunciou que a reunião -- a segunda no espaço de dois dias para discutir propostas apresentadas pelo primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras -- já terminou, mas remeteu comentários para uma declaração gravada a ser divulgada em breve.

O primeiro-ministro grego anunciou hoje que vai manter o referendo à proposta dos credores agendado para 05 de julho e reiterou o apelo ao "não", garantindo que vai encontrar soluções após a consulta popular.

Numa mensagem à nação transmitida através da televisão, Tsipras reafirmou que os depósitos, pensões e salários dos gregos estão a salvo e que não tenciona levar o país a sair da zona euro.

O primeiro-ministro prometeu ainda que as dificuldades do povo grego serão "temporárias" e que votar "não" no referendo não significa a rutura com a Europa, mas sim um passo decisivo para conseguir um acordo melhor com os credores, que acusa de estarem a chantagear os cidadãos gregos. 

"Depois do referendo ser anunciado, recebemos propostas melhores, sobretudo no que diz respeito à reestruturação da dívida. Na segunda-feira [após o referendo], o Governo estará à mesa das negociações com melhores condições para dar ao povo grego", escreveu na sua conta na rede social Twitter.

Com Lusa

  • Os apelos de Marcelo para a reforma do Estado
    1:36

    País

    O Presidente da República lamentou este sábado que o consenso para uma reforma do Estado seja um sonho adiado. No enceramento do congresso "Portugal no Futuro", Marcelo Rebelo de Sousa apelou a entendimentos em áreas estratégicas e defendeu que é preciso passar as palavras à ação, o quanto antes.

    Débora Henriques

  • Tragédia de Vila Nova da Rainha foi há uma semana
    7:18
  • Escutas da Operação Marquês "não podem servir de prova"
    1:36

    Operação Marquês

    As defesas de José Sócrates e de Ricardo Salgado queixam-se que as escutas do processo Marquês estão infetadas por um vírus informático. Os advogados dizem que tal como estão as escutas não podem servir de prova. No entanto, o Ministério Público diz que estão reunidas as condições para começar a contar o prazo para a abertura de instrução.

    Luís Garriapa

  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52