sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Grécia não vai sair da zona euro, diz primeiro-ministro italiano

O primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, defendeu hoje que, qualquer que seja o resultado do referendo de domingo, a Grécia não sairá da zona euro, mas fará tudo o que puder para negociar.

© Eric Vidal / Reuters

"Na minha opinião, a Grécia não sairá do euro, fará tudo para chegar a um acordo", declarou Renzi em entrevista à televisão pública italiana Rai 1.

Segundo o chefe do executivo italiano, mesmo se a Grécia abandonasse a moeda única, isso não traria problemas económicos a Itália.

"Nesse caso, evidentemente, seria um fracasso político para todos", acrescentou.

"O que quer que aconteça, a Grécia deverá regressar à mesa das negociações e negociar um programa de ajuda", sustentou Renzi.

O líder italiano, que se reuniu na quarta-feira em Berlim com a chanceler alemã, Angela Merkel, tinha afirmado há alguns dias que o referendo na Grécia equivalia, para os gregos, a uma escolha entre o euro e o dracma.

Entrevistado em Berlim, afirmou ainda que o referendo era "um erro", mas que era necessário respeitar a opção do povo grego.

A União Europeia e o Fundo Monetário Internacional (FMI) pressionaram hoje fortemente a Grécia, a três dias do referendo sobre o plano dos credores de Atenas.

 

 

 

 

Lusa

 

  • Daesh transforma drones em bombardeiros 

    Daesh

    As estratégias de combate do Daesh têm vindo a sofrer alterações, bem como a capacidade das forças militares iraquianas para confrontar e derrotar o inimigo. De acordo com o responsável do Exército dos EUA Brett Sylvia, comandante militar no Iraque, a tática mais recente desenvolvida pelo Daesh consiste em usar drones de uso comercial em pequenos bombardeiros, capazes de transportar e lançar granadas.