sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Fundo Europeu declara Grécia oficialmente em incumprimento

O Fundo Europeu de Estabilidade Financeira (FEEF) da zona euro disse hoje que a Grécia está oficialmente em incumprimento, mas a declaração não terá consequências imediatas.             

© Marko Djurica / Reuters

O FEEF declarou, em comunicado, "um caso de incumprimento pela Grécia", mas adiantou que "foi decidido não pedir o reembolso imediato dos empréstimos nem recorrer ao direito a agir". 

O fundo da zona euro - que ajuda a apoiar os países da zona euro em dificuldades, é o detentor da dívida da Grécia aos países da zona euro no valor de 144,6 mil milhões de euros. 

O diretor do FEEF, Klaus Regling, afirmou que o fundo é "o maior credor da Grécia". 

"Este caso de incumprimento é causa de grande preocupação", referiu o responsável, adiantando que traduz a "falha do compromisso feito pela Grécia de honrar as suas obrigações financeiras perante todos os credores e abre a porta para consequências graves para a economia e para o povo gregos". 

"O FEEF vai coordenar de perto com os Estados-membros da zona euro, a Comissão Europeia e o Fundo Monetário Europeu ações futuras", disse. 

A Grécia pediu emprestado um total de 240 mil milhões de euros a várias instituições, incluindo o Fundo Monetário Internacional (FMI), o Banco Central Europeu (BCE) e Governos europeus. 

Desde 2012, quando o FEEF entrou no resgate à Grécia, foram concedidos 130,9 mil milhões de euros a Atenas.

Na terça-feira, noutro comunicado, a instituição liderada por Klaus Regling fez questão de sublinhar que as condições desses créditos são "de longe as mais favoráveis" já dadas a um país, com maturidades de 30 anos e sem a Grécia ter de pagar nem taxas de juro nem reembolsar a maior parte do empréstimo até 2023.

Essas condições, referia o fundo, permitiram a Atenas poupar mais de 16 mil milhões de euros só no conjunto dos anos 2013 e 2014.

Lusa

  • Debate sobre referendo domina todas as atenções na Grécia
    2:42

    Crise na Grécia

    Sim ou não. É a pergunta que continua à espera de resposta na Grécia e que será dada no próximo domingo. O debate está ao rubro, nas rádios, nas televisões, nas ruas. E não é certo que do referendo saia uma resposta clara. Anselmo Crespo e Rodrigo Lobo, enviados da SIC à Grécia, falaram com populares e entrevistaram o diretor da Rádio ERT.

  • Tsipras garante que tudo fará para encontrar uma solução para a crise
    1:43

    Crise na Grécia

    O primeiro-ministro da Grécia respondeu, esta noite, aos partidários do "sim" no referendo de domingo e também ao ministro das Finanças da Alemanha. Alexis Tsipras diz que não pode aceitar a visão de catástrofe que é sugerida se vencer o "não" às propostas dos credores. O líder do Governo grego garante que, logo a seguir ao referendo, as negociações com os credores vão ser retomadas e que tudo fará para encontrar uma solução que permita ultrapassar o impasse em que a Grécia mergulhou.

  • Confirmados dois novos casos de legionella

    Legionella

    Dois novos casos de legionella foram esta quarta-feira confirmados. A informação foi avançada em comunicado pela Direção-Geral da Saúde. Tratam-se de duas pessoas com mais de 80 anos, internadas no Hospital São Francisco Xavier e no Egas Moniz, ambas em situação clínica estável.

  • Quem é o novo Presidente do Zimbabué?
    2:15

    Mundo

    Emmerson Mnangagwa é o sucessor de Robert Mugabe que regressou esta quarta-feira da África do Sul, onde estava refugiado. No primeiro discurso, o Presidente do Zimbabué falou de uma nova democracia no país. Mnangagwa, conhecido como crocodilo, é suspeito de atrocidades na guerra civil pós-independência. 

  • Diminuem as hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino
    3:09

    Mundo

    As hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino, desaparecido há 8 dias, começaram a diminuir, uma vez que o chamado "tempo de segurança" já foi ultrapassado. A Marinha portuguesa está a acompanhar o caso do submarino que está desaparecido há oito dias. As hipóteses de salvar os tripulantes vão diminuindo.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • O que aprendemos com secas anteriores?
    32:50