sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Louçã acusa Varoufakis de ter demonstrado algum improviso

Louçã acusa Varoufakis de ter demonstrado algum improviso

Francisco Louçã destaca o avanço do "Não" nas intenções de votos dos gregos, ao longo dos últimos dias - de tal forma que as sondagens dão agora um empate técnico com o "Sim". Louçã esteve esta sexta-feira na SIC Notícias, onde criticou Varoufakis, acusando-o de ter demonstrado algum improviso durante a última semana.

  • Tsipras quer corte de 30% da dívida, Dijsselbloem desmente Varoufakis

    Crise na Grécia

    O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, afirmou hoje que deseja "um corte de 30% da dívida" da Grécia e um período de carência de 20 anos para assegurar "a viabilidade" da mesma.  Entretanto, o presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, negou que as conversações com o Governo grego tenham sido retomadas e que um acordo entre as partes esteja próximo, desmentindo o ministro das Finanças de Atenas.

  • Varoufakis muito confiante na vitória do "Não" no referendo
    0:40

    Crise na Grécia

    O ministro grego das Finanças está muito confiante na vitória do Não no referendo de domingo. Em declarações exclusivas à SIC, em Atenas, garante que na segunda-feira, seguirá para a Comissão Europeia com um grande Não na mala e que isso vai mostrar à Europa que tem de ser mais solidária e democrática.

  • Comícios do "Não" e do "Sim" dividem milhares de gregos
    2:46

    Crise na Grécia

    Esta sexta-feira, realizaram-se dois comícios em Atenas: um da Nova Democracia pelo "Sim", ao mesmo tempo que o "Não" juntava 20 mil pessoas na praça Sintagma. Uma multidão que ouviu o primeiro-ministro Alexis Tsipras, num comício onde esteve também o ministro Yanis Varoufakis e os enviados da SIC à Grécia, Rodrigo Lobo e Anselmo Crespo.

  • Mais de 50 milhões de italianos decidem futuro do país
    1:43

    Mundo

    Este domingo, está nas mãos de mais de 50 milhões de eleitores italianos o futuro do país. Mais do que um voto à reforma constitucional, o referendo terá consequências políticas diretas no Governo italiano. As urnas fecham às 23h00, 22h00 em Lisboa. Os primeiros resultados são esperados meia hora depois.