sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Euro recupera após demissão de ministro de Varoufakis

O euro subiu hoje após a notícia da demissão do ministro das Finanças grego, Yanis Varoufakis, um dos principais intervenientes nas negociações com os credores europeus.

© Pawel Kopczynski / Reuters

A moeda única das 19 nações do Eurogrupo subiu para 1,1088 dólares, dos 1,1027 antes do anúncio, e depois de ter caído para 1,0963 dólares em Nova Iorque, no domingo, nas trocas eletrónicas que antecedem a abertura dos mercados asiáticos, após ser divulgada a vitória do 'Não' no referendo grego.

Opinativo e confrontacional, Varoufakis entrou várias vezes em conflito com os credores e recusou ceder às exigências de maior austeridade.

No entanto, o ministro anunciou que ia abandonar o cargo horas após o 'Não' ter vencido com 61,31% dos votos.

 

Lusa

  • Varoufakis anuncia demissão

    Crise na Grécia

    O ministro das Finanças grego anunciou hoje a sua demissão, um dia depois do "não" às condições impostas pelos credores ter ganho no referendo na Grécia. Varoufakis diz que é considerado "indesejável" por alguns no Eurogrupo. O nome do sucessor de Varoufakis deverá ser apresentado esta manhã.

  • Demissão de Varoufakis "é uma meia surpresa"
    5:14

    Economia

    O ministro das Finanças grego anunciou a sua demissão, na manhã seguinte ao referendo da Grécia. O enviado da SIC a Atenas, Anselmo Crespo, diz que a decisão de Varoufakis "é uma meia supresa", uma vez que muitos já esperam que saísse do Executivo, qualquer que fosse o resultado.

  • Esquerda saúda "não" grego, direita defende soluções realistas
    2:14

    Crise na Grécia

    Em Portugal, a reação dos partidos políticos ao "Não" na Grécia foi sobretudo saudada pela esquerda. O Bloco diz que é o fim da chantagem e o PCP que esta foi uma derrota da União Europeia. Já o PS diz que é preciso o Governo português não fazer de conta que esta situação não afeta Portugal. CDS e PSD dizem que fica nas mãos do governo de Tsipras o dever de apresentar uma solução aos parceiros europeus.

  • Europa discute "lição de democracia" de Tsipras e da Grécia
    3:20

    Crise na Grécia

    A vitória do "não" que conquistou mais de 61% dos votos no referendo grego é discutida hoje entre os países membros e as instituições europeias. O Eurogrupo reúne-se amanhã, no mesmo dia em que há cimeira extraordinária dos chefes de Estado e governo da zona euro. O primeiro-ministro grego diz-se aberto a prosseguir com as negociações e defende que a Grécia deu uma verdadeira lição de democracia ao dizer "não" a mais austeridade.

  • "Às vezes o senhor primeiro-ministro irrita-me um bocadinho"
    2:05

    País

    O Presidente da República disse esta quinta-feira de manhã que António Costa é "irritantemente otimista" por teimar em "ver violeta-rosa onde há roxo". Marcelo Rebelo de Sousa recordou ainda Mário Soares numa aula no Colégio Moderno, em Lisboa.

  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Exame ao sangue descobre cancro um ano antes do reaparecimento

    Mundo

    Uma equipa de investigadores britânicos descobriu uma maneira de identificar o regresso do cancro, com um ano de antecedência. Através de um exame ao sangue, a equipa conseguiu identificar os primeiros sinais da doença, uma série de células invisíveis ao raio-X e à TAC. A descoberta pode vir a permitir tratar o cancro mais cedo e, como resultado, poderá aumentar as chances de o curar.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.