sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Eurogrupo espera novas propostas de Atenas

O Eurogrupo espera que a Grécia apresente novas propostas aos credores internacionais, depois do referendo do domingo no país, em que venceu o "Não". A reunião está marcada para manhã ao início da tarde. Sem Varoufakis, que hoje se demitiu.

© Marko Djurica / Reuters

"Os ministros esperam novas propostas das autoridades gregas", segundo um comunicado do fórum dos ministros da Economia da zona euro, marcado paras as 13:00 (12:00 em Lisboa) de terça-feira, em Bruxelas.

A reunião dos ministros das Finanças da zona euro, que já não contará com a presença de Yannis Varoufakis, que hoje apresentou a demissão, antecede uma cimeira extraordinária dos países da moeda única, agendada para as 18:00 (17:00 em Lisboa).

Os gregos rejeitaram no domingo, por ampla maioria, as propostas dos credores internacionais, abrindo caminho à incerteza sobre a permanência da Grécia na zona euro.

Comissão Europeia aguarda mandato do Eurogrupo para negociar com Atenas

O vice-presidente da Comissão Europeia responsável pelo euro, Valdis Dombrovskis, salientou hoje, em Bruxelas, que o executivo comunitário necessita de um mandato do Eurogrupo para negociar com o Governo grego um novo programa de ajuda.

Numa conferência de imprensa na sede do executivo comunitário, Dombrovskis sustentou que, tal como dissera anteriormente o presidente Jean-Claude Juncker, a vitória do 'Não' no referendo de domingo dificulta as negociações e "torna mais difícil uma solução", mas garantiu que a Comissão continua empenhada em facilitar um compromisso e disponível para trabalhar com as autoridades gregas, pois "o lugar da Grécia é na zona euro".

O vice-presidente lembrou que o anterior programa (do Fundo Europeu de Estabilização Financeira) expirou a 30 de junho, e consequentemente o financiamento associado, pelo que será necessário negociar com Atenas uma nova ajuda no quadro do Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE), o novo fundo de resgate permanente da zona euro, cujo tratado prevê que deve ser o Eurogrupo a mandatar a Comissão para iniciar negociações sobre o memorando de entendimento. 

Na sequência do pedido formulado na semana passada pelo Governo de Alexis Tsipras relativamente a um empréstimo a dois anos do MEE, a decisão do último Eurogrupo (realizado por teleconferência na passada quarta-feira), lembrou Dombrovskis, foi não conferir nenhum mandato nem iniciar negociações antes da realização do referendo.

"Como sabem, amanhã (terça-feira) há um Eurogrupo e uma cimeira do euro, que deverão decidir o caminho a seguir. Neste momento, do lado da Comissão, não vamos antecipar uma decisão. Mas estamos prontos a trabalhar de perto com o Eurogrupo e os membros da zona euro para encontrar a melhor solução nesta situação complexa", declarou.

Questionado sobre um possível alívio da dívida grega, o comissário do euro insistiu que cabe ao Eurogrupo decidir os termos do mandato para negociar um memorando de entendimento e quais as condicionalidades e elementos que devem constar do mesmo.

Com Lusa

  • A fábrica de caças na base aérea de Monte Real
    3:35
  • Comprar ou arrendar casa?
    8:25
  • Fui contactado por um espectador do “Contas-Poupança” (quartas-feiras, Jornal da Noite, SIC) e leitor do blogue www.contaspoupanca.pt, que foi surpreendido com uma carta do banco a aumentar o spread porque um dos serviços que tinha subscrito tinha sido extinguido. Neste caso específico, a domiciliação de ordenado. Ora, o cliente ficou estupefacto porque não mudou de empresa, não foi despedido nem tinha havido nenhuma alteração no recebimento do ordenado naquela conta.

    Pedro Andersson

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44

    Mundo

    A Ucrânia está a ser seriamente afetada por um novo ataque informático. Algumas empresas de grande dimensão estão a ser prejudicadas, agravando a dimensão global do ataque, o qual não parece ser dirigido a ninguém em concreto. Ontem, nas primeiras horas do ataque, não parava de crescer o número de vítimas.

  • Temer acusado de prejudicar Polícia Federal
    2:36
  • Trump interrompe telefonema para elogiar jornalista

    Mundo

    A jornalista irlandesa Caitriona Perry viu-se esta terça-feira envolvida num momento que a própria classificou de "bizarro": um encontro inesperado com Donald Trump, que interrompeu um telefonema com o primeiro-ministro irlandês para... a elogiar.

    SIC

  • Caricaturas de Trump invadem capital do Irão

    Mundo

    O Irão está a organizar um concurso internacional de caricaturas do Presidente norte-americano Donald Trump. Pelas ruas de Teerão já vão surgindo algumas imagens alusivas ao festival que vai realizar-se no próximo mês de julho.

  • Companhia aérea obriga deficiente físico a entrar no avião sem ajuda

    Mundo

    Um homem com uma deficiência física que o obriga a andar numa cadeira de rodas foi obrigado a subir sozinho as escadas de um avião da companhia aérea Vanilla Air. Hideto Kijima deparou-se com a situação quando estava a embarcar da ilha de Amami para Osaka, no Japão, com vários amigos que foram proibidos de o ajudar.

  • De onde vem o dinheiro de Isabel II?

    Mundo

    A rainha Isabel II vai ser aumentada - pelo exercício das suas funções -, em 2018, para 82,2 milhões de libras (93,5 milhões de euros). Este valor é pago pelo Estado britânico. Contudo, esta não é a única fonte de rendimento da rainha de Inglaterra. Isabel II também recebe pelas terras, casas e empresas que tem espalhadas pelo Reino Unido.