sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Piketty e outros economistas apelam a Merkel para que mude de postura

Um grupo de economistas, entre os quais o francês Thomas Piketty, exigiram à chanceler alemã, Angela Merkel, que altere a sua postura relativamente à Grécia, para evitar danos graves para a Zona Euro.

Numa carta enviada à líder da Alemanha a que o diário alemão ´Tagesspiegel` teve acesso, o grupo diz que "apontaram uma arma à cabeça do governo grego e agora estão a ameaçar que apertam o gatilho".

Numa carta enviada à líder da Alemanha a que o diário alemão ´Tagesspiegel` teve acesso, o grupo diz que "apontaram uma arma à cabeça do governo grego e agora estão a ameaçar que apertam o gatilho".

© Francois Lenoir / Reuters

Numa carta enviada à líder da Alemanha a que o diário alemão ´Tagesspiegel` teve acesso, o grupo diz que "apontaram uma arma à cabeça do governo grego e agora estão a ameaçar que apertam o gatilho". 

"Mas com essa bala não só morre o futuro da Grécia na Europa. Os danos colaterais destruirão a zona euro como farol de esperança, democracia e bem-estar. As consequências serão sentidas em todo o mundo", argumentam os especialistas.

Por isso, os economistas pedem à chanceler para que "assuma um papel de liderança, vital para a Grécia, Alemanha e o mundo" e que dê "passos generosos e valentes". 

"As decisões que tomar esta semana irão constar nos livros de história", lê-se na missiva. 

Para além de Piketty, professor de Economia na Escola de Economia de Paris, a carta foi assinada também por Heiner Flassbeck, ex-secretário de Estado das finanças alemão, Jeffrey Sachs, professor da Universidade de Columbia, Dani Rodrik, professor na Universidade de Harvard, e Simon Wren-Lewis, professor na Universidade de Oxford.

  • 10 Minutos com Leonor Beleza
    10:27

    10 Minutos

    A nossa convidada desta segunda-feira ainda é conhecida por ter sido ministra da Saúde e pelo seu trabalho à frente da Fundação Champalimaud. Mas desta vez vamos falar com Leonor Beleza sobre os 40 anos da revisão do Código Civil, em que esteve envolvida.

    Entrevista completa