sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Governo grego rejeita intervenção do FMI em novo resgate

EM ATUALIZAÇÃO

O Governo grego assumiu este domingo que terá de aceitar grande parte das medidas apresentadas pelo Eurogrupo para conseguir um terceiro resgate financeiro, mas recusa questões chave como a participação do Fundo Monetário Internacional (FMI).

A diretora-geral do FMI, Christine Lagarde, e o ministro das Finanças grego, Euclid Tsakalotos.

A diretora-geral do FMI, Christine Lagarde, e o ministro das Finanças grego, Euclid Tsakalotos.

Virginia Mayo / AP

"Há várias questões importantes em cima da mesa. Acreditamos que, afinal, trata-se de tentar chegar a compromissos, com vontade política", disseram à agência noticiosa EFE fontes do Executivo grego não identificadas. 

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, defendeu, perante os seus homólogos, durante a cimeira, que flexibilizem a posição apresentada no encontro de ministros da Economia e Finanças da zona euro. 

"Resposta rápida ao problema da banca"

As mesmas fontes indicam que Tsipras salientou aos outros membros do Eurogrupo a urgência de tomar hoje uma decisão firme que sirva de base ao Banco Central Europeu (BCE) para aumentar segunda-feira as linhas de liquidez de emergência de que se alimentam os bancos gregos.

Os bancos gregos, disse o primeiro-ministro, encontram-se em situação real "muito precária".

Para o Governo da Grécia, os principais pontos de desacordo são a participação do FMI num futuro programa, que estima a necessidade de financiamento em entre 82.000 e 86.000 milhões de euros.

  • Eurogrupo admite saída temporária da Grécia do Euro
    2:23

    Crise na Grécia

    O Eurogrupo admite que a Grécia saia temporariamente do Euro, se não for encontrada em breve uma solução. Os ministros das Finanças elaboraram um documento, onde propõem que a Grécia aprove até quarta-feira uma série de medidas de austeridade, e só depois aceitam falar num terceiro resgate ao país.

  • Eurogrupo elaborou deveres para eventual terceiro resgate da Grécia
    3:13

    Crise na Grécia

    Ainda não há acordo quanto ao futuro da Grécia. A reunião deste domingo do Eurogrupo foi inconclusiva, mas elaborou a lista de deveres que têm de ser cumpridos por Atenas se quiser um terceiro resgate. Já o encontro entre chefes de Estado e de Governo foi interrompido para negociações bilaterias de Alexis Tsipras com Angela Merkel e François Hollande.

  • Restaurantes gregos enfrentam rutura de "stocks"
    2:36

    Crise na Grécia

    A proposta de aumento do IVA para 23% na restauração e o controlo de capitais estão a levantar grandes preocupações num dos setores vitais para a Grécia: o turismo . Alguns restaurantes confrontam -se já com a rutura de stocks. A esta realidade, juntam-se as dúvidas sobre o possível regresso ao dracma, como constataram os enviados da SIC a Atenas.

  • Coreia do Norte lança novo míssil balístico

    Mundo

    O Pentágono detetou esta sexta-feira mais um lançamento de um míssil balístico por parte da Coreia do Norte. O primeiro-ministro japonês já confirmou o lançamento, que terá atingido a zona económica exclusiva, no Mar do Japão.

  • Menino perdido na Praia da Luz foi levado à GNR por turista
    1:11

    País

    Um menino inglês, de sete anos, esteve desaparecido na quinta-feira na Praia da Luz, no Algarve, depois de se ter perdido dos pais. A GNR colocou duas equipas de investigação no local, mas ao fim de uma hora e meia o rapaz apareceu na esquadra de Lagos acompanhado por um turista a quem terá pedido ajuda.

  • Mais viagens mas menos turistas de Portugal
    1:22

    País

    Os residentes em Portugal - sejam portugueses ou estrangeiros - realizaram quatro milhões de viagens turísticas, só no primeiro trimestre do ano. Um aumento de mais de 6% nas viagens dentro do país face ao período homólogo e de mais de 15% nas viagens para fora, de avião. O estudo é do INE, o Instituto Nacional de Estatística, que permite fazer o retrato mais claro de quem viaja e porquê.

  • Algarve sozinho gera metade dos bens transacionáveis em Portugal
    4:14

    SIC 25 Anos

    O Algarve quase não tem indústria e os especialistas consideram que é excessivamente dependente do turismo. Ainda assim, sozinho contribui com metade do que Portugal gera em bens transacionáveis. A região tem problemas graves, como a falta de médicos e um custo de vida muito alto, mas continua a atrair a maior parte dos turistas e muitos estrangeiros decidem mesmo escolher a região para viver.