sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Bolsas europeias em alta após conclusão de acordo para resgate à Grécia

 As principais bolsas europeias estavam hoje em alta, depois dos chefes de Estado e de Governo da zona euro terem chegado hoje de manhã a um acordo sobre a ajuda à Grécia.           

© Issei Kato / Reuters

Cerca das 08:35 em Lisboa, o EuroStoxx 50, índice que representa as principais empresas da zona euro, estava a subir 1,22%, para 3.572,02 pontos.                                                                                                                                                                                     As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt estavam em alta, a avançarem 0,77%, 1,52% e 1,22%, respetivamente, bem como as de Madrid e de Milão, que estavam a subir 1,22% e 1,23%. 

 Depois de ter aberto em alta ligeira, a bolsa de Lisboa também acentuava a tendência e, cerca das 08:35, o principal índice, o PSI20, estava a valorizar-se 0,92%, para 5.743,68 pontos.

Em Nova Iorque, Wall Street terminou na sexta-feira em alta, com o Dow Jones a subir 1,21%, para 17.760,41 pontos, depois de ter subido a 19 de maio passado até aos 18.312,39 pontos, o atual máximo de sempre desde que foi criado.

Ao nível cambial, o euro abriu hoje antes da conclusão do acordo em baixa no mercado de divisas de Frankfurt, a cotar-se a 1,1144 dólares, contra 1,1169 dólares no fecho de sexta-feira. 

O Banco Central Europeu (BCE) fixou na sexta-feira o câmbio de referência da divisa europeia em 1,1185 dólares.

Os chefes de Estado e de Governo da zona euro, reunidos em Bruxelas desde domingo à tarde, chegaram hoje de manhã a um acordo sobre a Grécia, ao cabo de 17 horas de negociações, anunciou o primeiro-ministro belga.

"Acordo", anunciou o primeiro-ministro belga, Charles Michel, na sua conta na rede social twitter.

Os líderes da zona euro estiveram reunidos, em Bruxelas, numa "maratona" negocial em busca de um acordo sobre um terceiro "resgate" à Grécia durante 19 horas de reunião.

A cimeira extraordinária da zona euro sobre a Grécia, apontada como decisiva para o futuro da Grécia na zona euro, teve início às 16:00 locais de domingo (15:00 de Lisboa), e foi interrompida por diversas vezes para consultas e reuniões à margem devido às diferenças entre as autoridades gregas e os seus credores.

De acordo com várias fontes, o Governo grego liderado por Alexis Tsipras acabou por concordar com a maioria das medidas reclamadas pelos credores, que terá que aprovar a nível legislativo até à próxima quarta-feira, tendo sido as divergências quanto a dois pontos, designadamente o fundo de privatizações reclamado pelos credores, assim como a participação do Fundo Monetário Internacional no novo programa de assistência, que fizeram prolongar em várias horas os trabalhos. 

Sem um acordo, a Grécia ficava muito próxima de uma saída da zona euro, o chamado "Grexit".

Portugal está representado no encontro pelo primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, que irá dar uma conferência de imprensa.

O barril de petróleo Brent, para entrega em agosto, abriu hoje em baixa, a cotar-se a 57,38 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, menos 2,39% do que no encerramento da sessão anterior.

Lusa

  • Corpos de portuguesas trasladados segunda-feira 
    1:27
  • Incendiários vão passar o verão com pulseira eletrónica

    País

    Os tribunais vão poder condenar os incendiários a penas de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, durante as épocas de incêndio. A nova lei foi aprovada na semana passada, na Assembleia da República, e aguarda a promulgação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

  • Um encontro português (e inesperado) em alto mar
    2:38

    País

    A SIC tem estado a acompanhar a viagem de um navio-patrulha da Marinha Portuguesa, que está em missão de fiscalização junto à Terra Nova, no Canadá. Nos últimos dias, o navio cruzou-se com embarcações de Vila do Conde, um encontro inesperado e feliz para quem anda há mais de um mês em alto mar. 

  • Estado vai tomar posse de terras abandonadas

    País

    O Governo vai recorrer ao Código Civil para permitir que o Estado tome posse de terras ao abandono. À margem da entrevista ao Expresso, o primeiro-ministro anunciou que o Governo irá acionar o artigo 1345º do Código Civil, que estabelece que as coisas imóveis sem dono conhecido se consideram do património do Estado.

  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22