sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Fumo branco para a Grécia

Ao fim de quase 17 horas de negociações, já há acordo para a Grécia. Os chefes de Estado e de Governo da zona euro, reunidos em Bruxelas desde domingo à tarde, chegaram hoje de manhã a um acordo sobre a Grécia.

© Yannis Behrakis / Reuters

Quem o garante é o presidente do Conselho Europeu. "A cimeira da zona euro alcançou um acordo por unanimidade. Está tudo pronto para um programa de ajuda para a Grécia por via do Mecanismo Europeu de Estabilidade, com importantes reformas e um apoio financeiro", escreveu Donald Tusk, através da sua conta na rede social Twitter.

"A decisão dá à Grécia a possibilidade de evitar consequências sociais [e] políticas de um resultado negativo", afirmou Tusk, em conferência de imprensa, no final da 'maratona' negocial, advertindo, porém, que "há condições estritas para serem cumpridas".

A notícia de que já havia acordo foi conhecida às 7:40. A essa hora o primeiro-ministro belga, Charles Michel, escreveu também no Twitter a palavra "agreement" -  "acordo", em português. 

Os líderes da zona euro estiveram reunidos, em Bruxelas, numa "maratona" negocial em busca de um acordo sobre um terceiro "resgate" à Grécia. A cimeira extraordinária da zona euro, apontada como decisiva para o futuro da Grécia na zona euro, teve início às 16:00 locais de domingo (15:00 de Lisboa), e foi interrompida por diversas vezes para consultas e reuniões à margem devido às diferenças entre as autoridades gregas e os seus credores.

De acordo com várias fontes, o Governo grego liderado por Alexis Tsipras acabou por concordar com a maioria das medidas reclamadas pelos credores, que terá que aprovar a nível legislativo até à próxima quarta-feira, tendo sido as divergências quanto a dois pontos, designadamente o fundo de privatizações reclamado pelos credores, assim como a participação do Fundo Monetário Internacional no novo programa de assistência, que fizeram prolongar em várias horas os trabalhos. 

Sem um acordo, a Grécia ficava muito próxima de uma saída da zona euro, o chamado "Grexit".

Com Lusa

  • Mais de 50 concelhos do país em risco máximo de incêndio

    País

    Mais de meia centena de concelhos de dez distritos do país estão hoje em risco 'máximo' de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). De acordo com o IPMA, estão sob este aviso 51 concelhos dos distritos de Castelo Branco, Faro, Portalegre, Santarém, Coimbra, Leiria, Guarda, Vila Real, Viseu e Bragança.

  • "Ao contrário do que diz a direita, o futuro dos jovens é aqui"
    0:52

    Economia

    António Costa atacou esta sexta-feira à noite a direita com o aumento do emprego jovem. Perante vários jovens no acampamento nacional da Juventude Socialista, o secretário-geral do PS dirigiu-se ainda aos partidos de direita para garantir que o aumento do salário mínimo está a criar mais emprego com maior qualidade.

  • Uma viagem aérea por Pegões
    1:00
    Visão de Portugal

    Visão de Portugal

    DIARIAMENTE NO JORNAL DA NOITE

    O espaço Visão de Portugal, do Jornal da Noite da SIC, mostra o país através de imagens aéreas. A rubrica leva-nos esta sexta-feira a sobrevoar Pegões, no concelho de Tomar. 

  • Porto eleito pela terceira vez o melhor destino europeu 
    2:53

    País

    O Porto foi eleito o melhor destino europeu pela terceira vez e as distinções internacionais não param de chegar. Desta vez os elogios chegam através da norte-americana CNN. Os preços acessíveis, a gastronomia, a história e a arquitetura são os pontos da cidade que tem a rua com maior tráfego do país. 

  • Lisboa é o terceiro melhor destino de cruzeiros
    1:22

    País

    O Turismo em Lisboa tem registado um crescimento. A cultura, a arte e os preços baixos são os pontos fortes apontados pelos turistas. A capital é já considerada o terceiro melhor destino de cruzeiros. O novo terminal do porto de Lisboa e a ligação direta a Pequim deverão aumentar ainda mais o número de visitantes.

  • Ir ao Minho e a Sintra
    22:50
  • Líder da Palestina hospitalizado

    Mundo

    O Presidente palestiniano, Mahmud Abbas, de 82 anos, foi hospitalizado este sábado em Ramallah, na Cisjordânia, para se submeter a um "exame de rotina" durante algumas horas, anunciou um porta-voz.