sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Vice-ministro dos Assuntos Europeus renuncia ao cargo

O vice-ministro grego dos Assuntos Europeus e membro do Syriza, Nikos Chountos, renunciou, na segunda-feira, ao cargo para substituir no Parlamento Europeu o "histórico" eurodeputado Manolis Glezos, anunciou o partido.

© Alkis Konstantinidis / Reuter

Manolis Glezos, de 92 anos, decano no Parlamento Europeu e igualmente eleito pelo Syriza, renunciou em junho ao cargo de eurodeputado.

Nikos Chountos, de 62 anos, é membro do comité central do Syriza, tendo, na passada sexta-feira, votado a favor das propostas gregas enviadas para os credores - Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional.

No entanto, Chountos foi um dos 15 membros do Syriza a anunciar que provavelmente não votará favoravelmente novas medidas, casos sejam muito duras, na votação que deverá acontecer no parlamento grego na quarta-feira.

Lusa

  • Bruxelas aguarda relatório completo para analisar pesca da sardinha
    1:29
  • Madonna está outra vez em Lisboa 😲
    0:59
  • Novas regras para compra e venda de animais
    2:04

    País

    Foi aprovado o projeto de lei do PAN que regula transações de animais de companhia. O diploma proíbe, ainda, a publicidade e a venda online de animais selvagens. As multas para o incumprimento da legislação poderão ir dos 200 aos 3.740 euros.

  • Assédio proibido por lei
    1:40

    País

    Ser assediado no emprego é agora proibido por lei e passa a dar direito a indemnização. É o que prevê o diploma aprovado ontem no Parlamento, com as abstenções do PSD e do CDS.

  • Portugal com 3.ª maior dívida pública da UE

    Economia

    A dívida pública recuou, em termos homólogos, na zona euro e na União Europeia (UE), no primeiro trimestre, tendo Portugal registado a terceira maior dos 28 (130,5%), depois da Grécia e de Itália, divulga hoje o Eurostat.

  • Montenegro e o futuro do PSD: "Não vou pedir licença para avançar"
    1:41

    País

    Luís Montenegro admite que se achar que é a pessoa ideal para a liderança do PSD, não vai pedir licença a ninguém para avançar. Em entrevista à SIC Notícias, o ex-líder parlamentar do PSD diz que está ao lado de Passos Coelho mas sublinha que é importante que haja uma clarificação na liderança do partido.

    Entrevista SIC Notícias