sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Bancos gregos permanecem fechados até sexta-feira

Os bancos gregos vão permanecer fechados até pelo menos sexta-feira, segundo o novo decreto publicado pelo Ministério das Finanças grego, que amplia as operações que se podem levar a cabo nas sucursais abertas.

© Alkis Konstantinidis / Reuter

O novo decreto mantém o limite para os levantamentos de dinheiro nas caixas automáticas (multibanco) em 60 euros por dia e em 120 euros o montante máximo para os pensionistas que só têm cartão.

As cerca de mais um milhar de sucursais abertas, onde até agora só se podiam pagar pensões e subsídios de desemprego, passam agora, com este decreto, a poder gerir o pagamento de quotas e créditos de todo tipo, como por exemplo dívidas ao Estado ou a empresas públicas, aos fundos de pensões estatais ou a seguros privados.

As sucursais abertas também poderão realizar transferências no seio de uma mesma entidade bancária.

Todas estas operações podiam efetuar-se até agora mas só através da Internet.

Todas as outras limitações, incluindo a proibição de todas as transferências para o estrangeiro que não forem autorizadas por uma comissão especial, circunscritas a operações comerciais de primeira necessidade, mantêm-se inalteradas com o referido decreto.

O primeiro-ministro, Alexis Tsipras, adiantou na última noite numa entrevista à televisão pública grega que os bancos previsivelmente iriam permanecer fechados até que o acordo para o terceiro resgate fosse ratificado, mas prevendo até lá uma ampliação das operações permitidas e um aumento dos limites de retirada de dinheiro das caixas automáticas.

Tsipras também afirmou que o levantamento do controlo de capitais será "progressivo", alegando que depois de uma perda de confiança os bancos não podem abrir imediatamente.

O controlo de capitais está há 17 dias em vigor (desde 29 de junho).

As filas à frente das caixas automáticas já não alcançam os comprimentos dos primeiros dias, pelo menos nos grandes centros urbanos, onde existe um maior número de máquinas.

Lusa

  • Nunca mais
    9:16