sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Confrontos em Atenas após protesto pacífico contra acordo de austeridade

Confrontos em Atenas após protesto pacífico contra acordo de austeridade

Na Grécia, há registos de confrontos em frente ao Parlamento. Na praça Syntagma, manifestantes atiraram cocktails molotov à polícia. Os agentes anti-motim responderam com gás lacrimogéneo e ordenaram a dispersão de outras centenas de pessoas, que protestavam pacificamente contra o acordo de austeridade, que está a ser debatido pelos parlamentares, como relata, em direto, a enviada da SIC a Atenas, Cândida Pinto.

  • Varoufakis compara acordo ao Tratado de Versalhes
    0:36

    Crise na Grécia

    O antigo ministro das Finanças grego Yanis Varoufakis comparou o acordo entre a Grécia e os credores internacionais ao Tratado de Versalhes, assinado no final da Primeira Guerra Mundial e que representou uma humilhação para a Alemanha. As declarações foram feitas durante o debate no parlamento grego, onde considerou que as negociações foram um falhanço.

  • Passos diz que não faz sentido falar em perdão da dívida grega
    0:24

    Crise na Grécia

    O primeiro-ministro diz que não faz sentido nenhum falar num perdão de dívida à Grécia, respondendo ao FMI, que defendeu que a dívida grega é insustentável e que, no pior dos cenários, tem de ser perdoada. Passos Coelho sublinha que a decisão dos líderes europeus foi de emprestar mais dinheiro ao país e que, por isso, é absurdo perdoar para depois voltar a emprestar.

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.