sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

BCE indica que recebeu da Grécia 4,2 mil milhões

O Banco Central Europeu (BCE) afirmou hoje que a Grécia cumpriu o pagamento de 4,2 mil milhões de euros que tinha de fazer à instituição. "O BCE confirma que recebeu o pagamento", disse um porta-voz da entidade monetária citado pela Efe.

© Yiannis Kourtoglou / Reuters

A Grécia tinha de pagar hoje ao BCE 3,5 mil milhões de euros relativos a títulos que venciam e 700 milhões em juros.

Em Atenas, fonte próxima do Ministério das Finanças grego já tinha indicado à AFP que foram concluídas as operações para pagamento de cerca de 2 mil milhões de euros ao Fundo Monetário Internacional (FMI) e de 4,2 mil milhões ao BCE.

A Grécia, que não recebia financiamento dos credores desde agosto de 2014, não conseguiu fazer um pagamento de 1,56 mil milhões de euros ao FMI que vencia a 30 de junho, nem um outro de 456 milhões de euros a 13 de julho, mas hoje reembolsou a instituição liderada por Christine Lagarde.

"Posso confirmar que a Grécia liquidou hoje o que devia ao FMI e deixou de ter pagamentos em atraso", indicou o porta-voz Gerry Rice em comunicado.

Estes reembolsos foram possíveis depois de a Grécia ter recebido do Mecanismo Europeu de Estabilização Financeira um financiamento intercalar de 7,16 mil milhões de euros para fazer face aos seus problemas de liquidez.

Deste montante, Atenas também teve de pagar ao Banco da Grécia um empréstimo de 500 milhões de euros cujo prazo terminou no final de junho.

Com o restante e com os recursos do Estado, este deverá estar em condições de cumprir as suas obrigações até ao fim do mês, essencialmente pagamentos de reformas e salários de funcionários públicos, acrescentou a fonte, numa altura em que ainda não se sabe qual será a situação financeira do país em agosto, nem quando será assinado o novo programa de assistência financeira à Grécia acordado com os credores no passado dia 13.

Lusa

  • Jovem que morreu numa estância de esqui em Espanha sofreu um aneurisma
    1:26
  • Cunhado do Rei de Espanha em liberdade sem caução

    Mundo

    Inaki Urdangarin vai mesmo aguardar o desenrolar do recurso em liberdade na Suíça, onde o marido da Infanta Cristina tem residência oficial e onde terá de se apresentar às autoridades uma vez por mês, para além de estar obrigado a comunicar qualquer deslocação fora da Europa. De fora fica ainda o pagamento da caução de 200 mil euros pedida pelo Ministério Público espanhol.

  • Três letras de Zeca Afonso

    Cultura

    No dia em que se assinalam 30 anos da morte de Zeca Afonso, Raquel Marinho, jornalista da SIC e divulgadora de poesia portuguesa contemporânea, escolhe três letras do cantor e autor para dizer, em forma de homenagem.

    Raquel Marinho

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • "Isto é uma mentira e tem carimbo de Estado"
    2:12

    Opinião

    O preço das botijas de gás em Portugal duplicou nos últimos 15 anos. José Gomes Ferreira esteve no Jornal da Noite, da SIC, onde explicou este aumento, lembrando que a classe política prometeu que se houvesse mais empresas a operar no mercado, os preços desciam. Contudo, José Gomes Ferreira diz que "isto é uma mentira e tem carimbo de Estado". O Diretor-Adjunto de Informação SIC explicou que como o mercado é livre, os operadores vendem aos preços mais altos que podem, deste modo os preços não variam muito entre uns e outros.

    José Gomes Ferreira