sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Declarações do presidente francês são "absurdas e perigosas", diz Catarina Martins

A porta-voz do Bloco de Esquerda (BE), Catarina Martins, classificou hoje de "absurdas" e "perigosas" as declarações do Presidente francês François Hollande, sobre uma "vanguarda" na zona euro.

Lusa

"Hoje mesmo tivemos a notícia de uma ideia absurda, mas tão perigosa. François Hollande, socialista, essa esperança dos socialistas, que nos diz que se calhar a zona euro não pode ser governada pelos 19 países da zona euro, terá de ser governada só por seis", afirmou Catarina Martins na sua intervenção na apresentação da lista do partido por Lisboa, que decorreu no Cinema S. Jorge, na capital.

A dirigente bloquista afirmou também, ironizando, que "talvez os outros 13 [países] acham bem que as decisões da sua vida sejam tomadas por seis países".

O Presidente francês, François Hollande, afirmou que a França vai estar na "vanguarda" de uma maior integração europeia com as ideias que lançou sobre um governo da zona euro, que, a seu ver, deve ter um orçamento específico e um parlamento.

Catarina Martins vincou, perante uma plateia de apoiantes do BE, que está a ser "institucionalizado no debate público que há países de primeira e países de segunda".

"A reposta", segundo a dirigente, é não aceitar "que Portugal seja um país de segunda ou tenha uma cidadania de segunda".

François Hollande insistiu que a Europa só pode avançar com a ideia de superar-se e que a União Europeia "não pode reduzir-se a regras, mecanismos ou disciplinas. Tem de convencer os povos de que, se foi capaz de preservar a paz, esta é a melhor invenção para proteger os valores e os princípios que fundamentam a nossa cultura comum, o nosso modo de vida, que é também o nosso modelo social".

Também o primeiro-ministro português, Pedro Passos Coelho, comentou as declarações do Presidente francês, considerando que a proposta do presidente francês provoca desconfiança e reservas aos países em processo de convergência, porque equivale a "construir diversos clubes dentro do clube".

Pedro Passos Coelho, porém, saudou a intenção de "levar mais longe as transformações institucionais" da zona euro, e acabou por qualificar as afirmações de François Hollande "como mais uma proposta interessante" nesse sentido.

Lusa

  • Hollande quer governo da Zona Euro com os seis países fundadores da UE
    2:16

    Economia

    O Presidente francês propõe que seja criado um governo dentro da Zona Euro, constituído apenas pelos seis países fundadores da União Europeia. François Hollande sugere que haja um orçamento e um parlamento comuns a estes seis países e defende que esta é uma medida fundamental para relançar a Europa. A ideia promete gerar polémica e o primeiro-ministro português já reagiu. Passos Coelho diz que a proposta de Hollande equivale a criar vários clubes dentro do clube da Europa e que esta é uma medida que iria provocar desconfiança e reservas aos restantes países.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Jane Goodall iniciou palestra com sons semelhantes aos dos chimpanzés
    2:18

    País

    A investigadora Jane Goodall esteve esta quinta-feira em Lisboa para participar numa conferência da National Geographic. A primatóloga começou o seu discurso com sons semelhantes aos dos chimpanzés. Numa entrevista à SIC, Goodall falou sobre os chimpanzés e sobre o trabalho que continua a desenvolver em todo o mundo, em prol do ambiente, dos animais e das pessoas. 

  • NATO vai aumentar luta contra o terrorismo

    Mundo

    O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da NATO concordaram esta quinta-feira em aumentar a luta contra o terrorismo e em "investir mais e melhor" na Aliança.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.