sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

FMI diz que Atenas fez os pagamentos em atraso

O Fundo Monetário Internacional (FMI) afirmou hoje que a Grécia fez o pagamento de 2 mil milhões de euros que devia ter feito à instituição nas últimas semanas e deixou de estar em incumprimento.

© Alkis Konstantinidis / Reuter

"Posso confirmar que a Grécia liquidou hoje o que devia ao FMI e deixou de ter pagamentos em atraso", indicou o porta-voz Gerry Rice em comunicado.

Atenas tinha dois reembolsos em atraso ao FMI, um de 1,5 mil milhões de euros, que venceu no final de junho, e um outro no valor de 500 milhões de euros.

O pagamento foi feito no mesmo dia em que a Grécia recebeu do Mecanismo Europeu de Estabilização Financeira um financiamento intercalar de 7,16 mil milhões de euros para fazer face aos seus problemas de liquidez.

Uma vez que deixou de ter pagamentos em atraso, Atenas volta a poder aceder a empréstimos do FMI.

"O FMI está pronto para continuar a ajudar a Grécia nos seus esforços para regressar à estabilidade financeira e ao crescimento", acrescentou Gerry Rice.

Lusa

  • A menina síria que relata a guerra no Twitter está bem, diz o pai

    Mundo

    Bana Alabed, a menina síria de 7 anos que conta no Twitter a luta pela sobrevivência e os horrores da guerra em Alepo, teve de abandonar a sua casa que foi bombardeada mas está bem, disse hoje o seu pai à Agência France Press. A conta esteve fechada desde domingo, mas foi entretanto reativada e tem hoje uma nova publicação de Bana.

  • Parkinson pode ter início nos intestinos

    Mundo

    Um novo estudo científico vem revelar que a doença de Parkinson pode não estar apenas no cérebro. A doença pode ter início nos intestinos e mais tarde migrar para o cérebro.