sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Governo grego entregou segundo pacote de reformas que será votado na quarta-feira

O governo grego entregou hoje no parlamento o projeto de lei sobre a reforma do código civil e a diretiva europeia para o saneamento bancário, que serão votados na quarta-feira.

© Christian Hartmann / Reuters

Este segundo pacote de reformas faz mudanças no código civil e incorpora na legislação grega a diretiva europeia BRRD, que se refere ao saneamento dos bancos e a garantia dos depósitos bancários até aos 100 mil euros.

Devido à urgência para a aprovação deste pacote de reformas, está previsto que se analisem os assuntos em comissões ao longo de todo o dia de quarta-feira e, ao início da noite, sejam debatidas e votadas.

A reforma do código civil provocou mal-estar entre os juízes e advogados, que criticaram a falta de informações sobre as mudanças previstas.

Fontes governamentais sublinharam que este pacote não inclui a eliminação de exonerações fiscais dos agricultores e nem a restrições das reformas antecipadas.

A princípio, falou-se na possibilidade de estarem entre as medidas a serem votadas na quarta-feira, ainda que não figurassem na lista de requisitos prévios que se estipulou que deveriam estar resolvidos até 22 de julho, de acordo com o acordo alcançado entre o governo grego e a zona euro há oito dias.

Prevê-se que estas duas questões possam ser votadas junto a outras medidas numa sessão posterior, que aconteceria no início de agosto.

O aumento de 13 para 26 por cento na taxação dos lucros dos agricultores provocou a oposição de vários deputados da maioria governamental e dos partidos da oposição, que têm entre os agricultores um importante grupo de apoiantes.

Na sessão de quarta-feira, o governo de Alexis Tsipras enfrenta uma nova prova de unidade, depois de 39 deputados do Syriza não respaldaram o acordo com os parceiros europeus numa votação na quarta-feira passada, o que levou uma remodelação do Executivo grego.

A aprovação destas medidas é uma condição para que o governo grego e os seus credores possam iniciar as negociações para um terceiro plano de resgate para a Grécia.

Lusa

  • Chamas no concelho de Torre de Moncorvo ameaçaram aldeia
    1:30

    País

    Dois incêndios no concelho de Torre de Moncorvo deram luta aos bombeiros na tarde de ontem e também durante toda a noite. As chamas estiveram muito próximas da aldeia de Cabanas de Cima, mas os bombeiros conseguiram desviar o fogo.

  • Se

    Se Jaime Marta Soares tiver razão, se a ciência e as autoridades não forem - outra vez? - manipuladas pelo poder político, se a investigação - independente - concluir que o fogo começou muito antes da trovoada, então, estamos diante de um dos maiores embustes do Portugal democrático.

    Pedro Cruz

  • Governo cria fundo de apoio para as pessoas afetadas pelos incêndios
    1:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O ministro do Planeamento e Infraestruturas reuniu-se esta quarta-feira com os autarcas de Figueró dos Vinhos, Castanheira de Pera e Pedrógão  Grande. O Governo criou um fundo financeiro, com o contributo dos portugueses, para apoiar a reconstrução das habitações e a vida das pessoas afetadas pelos incêndios que lavram desde sábado. O fundo será aprovado quinta-feira em Conselho de Ministros.

  • A reconstrução da Nacional 236
    1:44
  • Harry admite que ninguém na família real britânica quer ser rei ou rainha

    Mundo

    O príncipe Harry admitiu que nenhum dos mais jovens membros da família real britânica quer ser rei ou rainha. Numa entrevista exclusiva à revista norte-americana Newsweek, na qual aborda temas como a morte da mãe, que perdeu com apenas 12 anos, Harry afirma que ele e o irmão estão empenhados em "modernizar a monarquia".

    SIC