sicnot

Perfil

Crise na Grécia

FMI insiste na reestruturação da dívida pública grega

FMI insiste na reestruturação da dívida pública grega

Christine Lagarde volta a insistir que a dívida grega tem de ser reestruturada. Numa conferência de imprensa através da internet, a diretora-geral do FMI diz que essa é a única forma do programa de assistência a Atenas ser bem sucedido.

"Tenho afirmado repetidamente que para a Grécia ser bem-sucedida e para que o seu programa [de ajustamento económico e financeiro] produza resultados é necessária uma reestruturação significativa da sua dívida", reiterou hoje a diretora-geral do FMI.

Para Christine Lagarde, esse é um dos pilares para impulsionar a recuperação económica e financeira da Grécia, bem com a necessidade de implementar reformas estruturais, de consolidação orçamental e de criar condições de financiamento.

A diretora-geral do FMI considerou que esses são os pontos-chave para fazer com que a economia grega "dê a volta" e volte a ganhar "soberania financeira", ou seja "regresse aos mercados sem qualquer suporte" institucional.

Questionada sobre como vê a oposição do Governo grego ao terceiro programa de ajuda financeira, com o primeiro-ministro Alexis Tsipras a afirmar que não acredita no texto, a ex-ministra das Finanças francesa disse que "o barulho político é muitas vezes uma necessidade".

"Eu própria já estive na política e há muita coisa que se diz, mas o que importa no final do dia é o que é feito", afirmou.

Christine Lagarde considerou ainda que o Governo grego "mostrou a determinação" para aprovar as medidas que acompanham o programa no parlamento e que agora é importante ver como é que essas medidas são implementadas.

"Isso é que demonstra que o programa pertence às autoridades gregas", disse.

No início da conferência 'online', e antes de responder a perguntas enviadas pelos jornalistas, a diretora-geral do FMI fez um pequeno resumo das perspetivas para a economia mundial.

Referindo-se à zona euro, Christine Lagarde considerou que "apesar da situação na Grécia" a economia do conjunto dos 19 da moeda única está a dar sinais positivos, devido também à recuperação dos países que concluíram os seus programas de ajustamento, como a Irlanda e Portugal, "que estão a começar a alcançar melhores resultados".

Com Lusa

  • Será que lavar em lavandarias self-service compensa?
    8:21
  • "Não se pode voltar atrás, o povo de Deus confirmou a necessidade deste Papa"
    3:15
  • Dois em cada três portugueses vivem vidas sedentárias

    País

    Com menos de hora e meia de exercício semanal, mais de dois terços dos portugueses vivem vidas sedentárias. E a maioria desvaloriza a importância da atividade física, segundo um inquérito divulgado esta quinta-feira pela Fundação Portuguesa de Cardiologia.

  • Depois de dar a volta (de bicicleta de Lisboa a Setúbal)

    País

    Missão cumprida. A SIC foi dar uma volta de bicicleta, acompanhando a primeira etapa de uma iniciativa que pretende impulsionar o uso dos velocípedes no país. Ao longo desta quarta-feira, publicámos vários vídeos em direto na página de Facebook da SIC Notícias, que aqui reunimos, em jeito de balanço.

    Ricardo Rosa

  • Primeira dama chinesa defende avanços na igualdade

    Mundo

    A primeira dama chinesa, Peng Liyuan, defendeu os avanços da China em matéria de igualdade dos géneros. Uma rara entrevista, difundida numa altura em que feministas chinesas asseguram serem controladas pela polícia face às suas campanhas.