sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Bolsa de Atenas abre a recuar 4,48%

A bolsa de Atenas abriu esta terça-feira a recuar 4,48%, um dia depois de ter aberto após cinco semanas encerrada, com a instauração do controlo de capitais na Grécia.

Na segunda-feira, a bolsa de Atenas encerrou a perder 16,23%, uma queda histórica em dia de reabertura, depois de ter estado encerrada cinco semanas.

Na segunda-feira, a bolsa de Atenas encerrou a perder 16,23%, uma queda histórica em dia de reabertura, depois de ter estado encerrada cinco semanas.

© Yiannis Kourtoglou / Reuters

O índice Athex da praça financeira ateniense após 10 minutos da abertura encontrava-se já com uma recuperação ligeira de 0,11 %, valendo 668 pontos.

Na segunda-feira, a bolsa de Atenas encerrou a perder 16,23%, uma queda histórica em dia de reabertura, depois de ter estado encerrada cinco semanas.

O índice Athex encerrou em 668,06 pontos, recuperando ligeiramente ao longo da sessão, depois de uma queda de 22,82% na abertura.

A última queda da bolsa de Atenas com uma dimensão comparável remonta a dezembro de 1987, quando se registaram perdas de 15,3% numa única sessão.

O setor bancário foi particularmente penalizado, com perdas de 30%, o que traduz a grande vulnerabilidade do setor, à espera de uma recapitalização urgente, na sequência de levantamentos superiores a 40 mil milhões de euros desde dezembro.

As operações da bolsa grega foram interrompidas a partir de 26 de junho, numa altura em que havia um impasse nas negociações entre a Grécia e os credores (europeus e do Fundo Monetário Internacional) quanto ao financiamento do país.

Na noite de 26 de junho, o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, anunciou a realização de um referendo sobre as novas medidas de austeridade propostas ao país.

Os bancos, que também estiveram encerrados desde 29 de junho, reabriram a 20 de julho.

Lusa

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40

    Economia

    Carlos Moedas diz que Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas a propósito da saída do procedimento por défice excessivo. Em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, o comissário europeu levanta dúvidas sobre a renegociação da dívida e garante que a escolha de Mário Centeno para a liderança do Eurogrupo vai depender do entendimento dos países do euro.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.