sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Governo da Grécia quer rever benefícios fiscais de deputados e ministros

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, declarou hoje pretender rever os benefícios fiscais atribuídos aos deputados e ministros, quando prosseguem as negociações entre Atenas e os credores sobre um terceiro plano de ajuda.

© Pawel Kopczynski / Reuters

"Quando está na mesa das negociações a questão da supressão dos benefícios fiscais dos agricultores, não podemos ficar indiferentes em relação às nossas próprias vantagens", sublinhou Tsipras à saída de uma reunião com o ministro-adjunto da Reforma administrativa, Christoforos Vernadakis, e o ministro-adjunto das Finanças, Dimitris Mardas.

"É uma iniciativa política que não tem apenas por objetivo garantir economias, mas também possui um significado simbólico", acrescentou o primeiro-ministro grego.

Segundo a agência noticiosa grega ANA, o projeto-lei em preparação prevê a uma redução substancial dos subsídios atribuídos aos deputados, e ainda uma baixa de 15% nos salários dos ministros. Os diretores dos organismos públicos também devem ser abrangidos por esta reforma.

Após terem prosseguido durante todo o fim de semana, as discussões entre Atenas e os credores sobre um terceiro plano de resgate à Grécia recomeçaram esta manhã.

O Governo grego pretende que o texto do acordo seja votado pelos deputados na quinta-feira, para que seja apresentado no dia seguinte aos ministros das Finanças da zona euro (Eurogrupo).

Este cenário, caso se concretize, permitiria a entrada em vigor do novo plano de ajustamento antes de 20 de agosto, data em que a Grécia deve proceder a mais um reembolso ao Banco central europeu (BCE) no montante de 3,4 mil milhões de euros.

Lusa

  • Como não perder Barack e Michelle Obama nas redes sociais

    Mundo

    Sair da Casa Branca implica mais que reunir objetos físicos: é preciso guardar também os tweets, os posts e todo o conteúdo digital produzido nos últimos oito anos pelo Presidente dos EUA e pela primeira-dama. A equipa de Barack Obama já preparou tudo para que nada se perca do seu legado digital.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.