sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

BCE confirma pagamento grego de 3,4 mil milhões de euros

O Banco Central Europeu (BCE) confirmou hoje em comunicado que a Grécia pagou 3,4 mil milhões de euros, o valor dos títulos que venciam neste prazo e respetivos juros.

O Banco Central Europeu já havia dito que a "bazuca" era para usar até setembro de 2016, mas o FMI diz agora que esse instrumento poderá ter de continuar muito para lá dessa data.

O Banco Central Europeu já havia dito que a "bazuca" era para usar até setembro de 2016, mas o FMI diz agora que esse instrumento poderá ter de continuar muito para lá dessa data.

© Kai Pfaffenbach / Reuters

Um porta-voz do BCE disse em comunicado que a entidade "confirma que a Grécia pagou os títulos de dívida soberana que venciam hoje e que eram detidos pelo BCE e outros bancos centrais do Eurosistema".

Do total de 3,4 mil milhões de euros, 3,2 mil milhões correspondem aos títulos e 200 milhões de euros a juros.

Já no passado dia 20 de julho, a Grécia pagou ao BCE 4,2 mil milhões de euros correspondentes a obrigações que a instituição liderada por Mario Draghi comprou no âmbito do seu primeiro programa de compra de dívida soberana e que venciam naquele dia.

O pagamento de hoje foi feito depois de Atenas ter recebido dos credores europeus uma primeira prestação do terceiro resgate ao país, um empréstimo que estará em vigor por três anos e que terá o valor total de cerca de 86 mil milhões de euros.

Lusa

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.