sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Syriza à frente nas intenções de voto na Grécia

O partido da esquerda radical grego Syriza, dirigido por Alexis Tsipras, está à frente nas intenções de voto, com 23 por cento, para as legislativas antecipadas de setembro, segundo uma sondagem publicada hoje na imprensa.

Petros Giannakouris

Esta é a primeira sondagem realizada depois da demissão de Tsipras do cargo de primeiro-ministro, antecipando a sexta eleição em apenas cinco anos.

O Syriza, confrontado com a deserção de alguns dos seus membros, tem 3,5 pontos de vantagem em relação ao partido de direita Nova Democracia, que tem 19,5% na pesquisa de intenção de voto, segundo o levantamento do instituto ProRata para o jornal de direita Efimerida ton Syntakton.

O partido de extrema-direita Aurora Dourada, com membros a responder em processos na justiça, está em terceiro lugar na sondagem, com 6,5% das intenções de voto.

A nova formação Unidade Popular, do eurocético Panagiotis Lafazanis, que deixou o Syriza com outros 24 deputados, poderá chegar ao parlamento se passar os 03% de votos (as intenções de voto dos gregos apontam no momento 3,5% para este partido).

O partido de centro To Potami, do antigo jornalista Stravos Theodorakis, obteve quatro por cento e os socialistas do PASOK, que durante muitos anos dominaram a vida política grega, têm 4,5% das intenções de voto dos gregos.

Um quarto das pessoas entrevistadas (25,5%) declarou estar indecisa.

Alex Tsipras anunciou na semana passada a sua demissão do cargo de primeiro-ministro depois de permanecer apenas oito meses no poder, provocando eleições antecipadas que deverão ocorrer a 20 de setembro.

O Syriza obteve cerca de 36% dos votos nas legislativas de 25 de janeiro, tendo o fim da austeridade como o centro do seu programa político.

No entanto, Alexis Tsipras entrou em acordo com as autoridades internacionais para promover um novo plano de resgate para a Grécia, introduzindo novas medidas de austeridade, provocando a saída de várias pessoas do governo (como o ministro das Finanças, Yanis Varufakis) e mesmo do partido.

O estudo de intenção de voto, realizado por telefone, ouviu mil pessoas entre 25 e 26 de agosto, após a criação do novo partido Unidade Popular.

Lusa

  • Aeroporto Cristiano Ronaldo? Nem todos os madeirenses estão de acordo
    2:21
  • Hotel inovador na Madeira
    2:23

    Economia

    O grupo Pestana está a construir no Funchal, um novo e único hotel, através de uma técnica inovadora que quase não utiliza cimento. Este vai ser o primeiro hotel do mundo construído com um sistema modular desenvolvido em Portugal. O hotel vai ter 77 quartos e vai ficar construído em apenas seis meses. O maior grupo hoteleiro português admite recorrer a este novo sistema em futuros hotéis.

  • Fatura da água a dobrar
    2:26

    Economia

    Desde o início do ano que a população de Celorico de Basto está a receber duas faturas da água para pagar. Tanto a Câmara como a Águas do Norte reclamam o direito a cobrar pelo serviço. Contactada pela SIC, a Entidade Reguladora esclarece que o município não pode emitir faturas e tem de devolver o dinheiro.

  • Vala comum com 6 mil corpos em Mossul
    1:43

    Daesh

    Há suspeitas de que o Daesh tenha criado uma vala comum com cerca de seis mil corpos a sul de Mossul, no Iraque. A área em redor estará minada. A revelação é de uma equipa de reportagem da televisão britânica Sky News.

  • A menina que os pais queriam chamar "Allah"

    Mundo

    ZalyKha Graceful Lorraina Allah tem 22 meses, anda não sabe ler nem escrever mas já está no centro de um processo judicial contra o Estado da Georgia, nos EUA. Os pais, Elizabeth Handy e Bilal Walk, apoiados por uma ONG, exigem na justiça que o nome seja reconhecido na certidão de nascimento para que a criança possa ser inscrita na escola, na segurança social ou nos registos e notoriado. O casal já tem um filho de 3 anos que se chama Masterful Mosirah Aly Allah.