sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Syriza e rivais lado a lado nas sondagens

O Syriza, de esquerda, e os rivais conservadores da Nova Democracia surgiram hoje praticamente empatados nas sondagens para as eleições legislativas, a 20 de setembro, sendo improvável que alguma delas venha a atingir a maioria absoluta.

© Alkis Konstantinidis / Reuter

Depois de o líder do Syriza, Alexis Tsipras, ter aparecido como o político mais popular há várias semanas, sondagens hoje divulgadas pelos jornais gregos To Vima e Ethnos indicam um crescimento da popularidade do líder da Nova Democracia, Vangelis Meimarakis.

Tsipras abandonou o cargo de primeiro-ministro a 20 de agosto, provocando eleições antecipadas, após sofrer forte contestação dos seus colegas de partido ao programa de ajuda negociado para a Grécia.

Ambas as sondagens atribuem ao Syriza uma ligeira vantagem nas intenções de voto, com o To Vima a atribuir 26,5 por cento ao partido de Tsipras e 25,9 à Nova Democracia.

A sondagem do Ethnos atribui 24,4 por cento ao Syriza e 24 por cento aos conservadores.

A sondagem do To Vima evidencia ainda Meimarakis a subir nos indíces individuais de popularidade, com 44,8 por cento contra 44 de Tsipras. O Ethnos, contudo, dá 45,8 por cento para Tsipras e 44,3 para o seu rival conservador.

Em entrevista, Maimarakis reiterou o apelo para que os dois partidos formem coligação, ideia que Tsipras já rejeitou.

Meimarakis, de 61 anos, que assumiu a liderança do partido em Julho, também afirmou que pretende melhorar a ajuda de 86 mil milhões de euros acordada para a Grécia.

O Syriza chegou ao poder em Janeiro, numa onda popular de contestação às medidas de austeridade impostas à Grécia, mas os diversos deputados do partido retiraram o apoio a Tsipras após o novo acordo, que exige que a Grécia aumente impostos, corte nas despesas e faça privatizações.

Meimarakis é um político experimentado que entrou jovem para o partido, em 1974, e que foi ministro da defesa entre 2006 e 2009. No seu programa, propõe-se "estabilizar a economia", manter a Grécia na eurozona e melhorar o programa de ajuda ao país.

Nas sondagens, os ultra-nacionalistas da Aurora Dourada aparecem em terceiro lugar, recolhendo entre 5,9 e 6,5 por cento das intenções dos votos.

Lusa

  • "A Minha Outra Pátria": o drama da Venezuela no Jornal da Noite
    2:12

    Reportagem Especial

    Quase cinco mil emigrantes regressaram à Madeira nos últimos meses por causa da crise económica, social e política na Venezuela. Os pedidos de ajuda ao Governo Regional dispararam. Muitos luso-venezuelanos voltaram às origens com pouco mais do que a roupa do corpo. "A Minha Outra Pátria", Reportagem Especial de hoje.

  • Fogo na Sertã alastrou aos concelhos de Mação e Proença-a-Nova
    2:37

    País

    Mais de 700 bombeiros combatem o incêndio que começou este domingo na Sertã e, durante a noite foi empurrado pelo vento para outros dois concelhos. As chamas atingiram as zonas de Mação e de Proença-a-Nova, onde os habitantes dizem que há várias casas destruídas pelo fogo. Esta manhã, chegaram dois aviões espanhóis para ajudar a controlar as chamas.

  • Milhares de clientes da CGD vão pagar quase 5€/ mês por comissões de conta
    1:24
  • Governo reconhece seca severa no continente desde 30 de junho

    País

    O Governo reconheceu, hoje, a existência de uma situação de seca severa no território continental, desde 30 de junho, que consubstancia um fenómeno climático adverso, com repercussões negativas na atividade agrícola, em despacho publicado hoje em Diário da República.

  • Produtores de maçã de Armamar dizem não ter recebido resposta do Ministério
    2:14

    País

    Os produtores de maçã de Armamar estão preocupados. Parte da produção foi destruída pelo mau tempo. Contudo, duas semanas depois, ainda não há resposta do Ministério da Agricultura aos pedidos de ajuda. Mais de 60 produtores com 800 hectares foram afetados e as árvores atingidas pelo granizo podem não conseguir produzir no próximo ano.

  • Pelo menos cinco feridos em ataque na cidade suíça de Schaffhausen

    Mundo

    Pelo menos cinco pessoas ficaram hoje feridas na sequência de um ataque, na cidade suíça de Schaffhausen. De acordo com as autoridades, as vítimas foram atacadas por um homem armado com uma motosserra, que está a ser procurado pela polícia. As autoridades descartaram a hipótese de "ato terrorista".

  • Oposição pressiona Maduro com anúncio de manifestações e greve geral
    1:34
  • Margem mínima de mil votos obriga a negociações intensas em Timor-Leste

    Mundo

    A Fretilin venceu sem maioria absoluta as lesgislativas para o VII Governo constitucional de Timor-Leste. De acordo com os dados oficiais, o partido de Mari Alkatiri obteve perto de 170 mil votos e conquistou 23 deputados. Já o partido de Xanana Gusmão que tinha vencido há cinco anos, ficou em segundo com 167 mil votos e 22 lugares no parlamento, num total de 65.