sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Novo Governo de Tsipras toma posse

O novo Governo grego de Alexis Tsipras, cuja composição foi anunciada na noite de terça-feira, tomou hoje posse, antes da partida do primeiro-ministro para a cimeira europeia em Bruxelas.

(arquivo)

(arquivo)

© Alkis Konstantinidis / Reuter


A equipa de Tsipras integra vários ministros do anterior executivo, como Euclid Tsakalotos nas Finanças, cuja primeira tarefa vai ser a aplicação do plano de resgate de 86 mil milhões de euros em três anos, concluído com os credores do país, UE e Fundo Monetário Internacional (FMI), em julho.

Georges Chouliarakis é o adjunto de Tsakalotos.

A pasta da Defesa fica, uma vez mais, com Panos Kammenos, o presidente do partido Gregos Independentes (direita nacionalista), que junta dez deputados aos 145 do Syriza de Tsipras, para conseguir uma maioria absoluta no parlamento (155 em 300).

Kammenos esteve perto de não conseguir, no domingo, votos suficientes para entrar no parlamento e a formação ultrapassou à justa (3,73%) o limiar dos 3% necessários para ter representação parlamentar.

Outro dos ministros que se mantém no cargo é Nikos Kotsias, nos Negócios Estrangeiros.

O novo Governo é composto por 16 ministros, mais três do que no primeiro executivo de Tsipras, 16 ministros adjuntos (menos dois do que em janeiro) e 12 vice-ministros (mais dois).

Como no primeiro Governo de Tsipras, em janeiro, os ministros prestaram juramento em dois momentos diferentes, numa cerimónia na Presidência da República.

O primeiro grupo, no qual se encontrava Kammenos, prestou juramento sobre o Evangelho, perante dignitários religiosos ortodoxos. O segundo, mais importante, prestou um juramento civil perante o Presidente da Grécia, Prokopis Pavlopoulos.

Lusa

  • "Claramente que há mandantes e que foi uma operação organizada"
    4:14

    Crise no Sporting

    Os 23 detidos por suspeitas de terem participado no ataque à Academia de Alcochete ficaram em prisão preventiva. Miguel Sousa Tavares considera que a decisão "é mais para ser exemplar". O comentador da SIC acredita que há mandantes e que esta foi uma "operação organizada". Sousa Tavares diz ainda que os "políticos não têm coragem para impor as leis" e que em Portugal "brinca-se com a lei".

    Miguel Sousa Tavares

  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20
  • Exército sírio declara Damasco "totalmente segura"

    Mundo

    O exército sírio proclamou esta segunda-feira a capital Damasco e também os arredores, como locais "totalmente seguros". O anúncio foi feito em clima de festa, depois de os militares terem reconquistado os bairros do sul da cidade, até agora nas mãos do Daesh.

  • Jovem britânico em fuga é detido depois de responder à polícia no Facebook

    Mundo

    Através do Facebook, a polícia de West Yorkshire mostrou-se preocupada perante o desaparecimento de um jovem de 21 anos e pediu por informações que pudessem leva-los a descobrir Leon Smith. Contudo, o que não deveriam estar à espera, era que o próprio desaparecido respondesse na rede social e que desafiasse a polícia a "fazer o seu trabalho". As autoridades acabaram por localizar o jovem no mesmo dia.

    SIC