sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Parlamento Europeu apoia fundos extraordinários para a Grécia

O Parlamento Europeu (PE) apoiou esta terça-feira a atribuição de 35 mil milhões de euros para a Grécia, um valor que inclui 20 mil milhões de fundos para investimento estrutural e 15 mil milhões para aplicação na área agrícola.

O pagamento de cerca de 500 milhões de euros deverá acontecer assim que se adote a legislação, enquanto outros 800 milhões deverão chegar à Grécia antes de 2017. (Arquivo)

O pagamento de cerca de 500 milhões de euros deverá acontecer assim que se adote a legislação, enquanto outros 800 milhões deverão chegar à Grécia antes de 2017. (Arquivo)

© Yannis Behrakis / Reuters

Seguindo a recomendação do Comité do Desenvolvimento Regional do PE e da Comissão Europeia, os eurodeputados aprovaram a inscrição urgente da verba para a Grécia no orçamento comunitário de 2014-2020 por 586 votos a favor, 87 contra e 21 abstenções.

Esta luz verde deverá levar à "rápida adoção das medidas pelo Conselho Europeu e a sua imediata entrada em vigor", segundo o PE.

Estas medidas pretendem ajudar a Grécia a utilizar o dinheiro disponível da programação 2007-2013 antes que o prazo se esgote, em 2017, e para que o país consiga preencher todos os requisitos para aceder aos fundos inscritos no período 2014-2020. Assim, projetos iniciados deverão ser finalizados com financiamento total da UE.

O pagamento de cerca de 500 milhões de euros deverá acontecer assim que se adote a legislação, enquanto outros 800 milhões deverão chegar à Grécia antes de 2017.

"Estas medidas extraordinárias são neutras para o orçamento da União Europeia" porque serão implementadas à luz dos compromissos acordados com a Grécia para a atual programação de fundos.

O PE concordou com um aumento de 07% no nível de financiamento inicial para os programas de política de coesão e garantiu que estas medidas se justificam com a "situação única" da Grécia, onde a "crise financeira conduziu a um crescimento negativo e a graves problemas de liquidez".

"Os recursos públicos são escassos, em particular, para os tão necessários investimentos para impulsionar o crescimento e a criação de emprego", lê-se num comunicado do PE.

Lusa

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.