sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Milhares protestam na Grécia contra o corte nas pensões

Milhares de gregos convocados por sindicatos dos setores público e privado manifestaram-se hoje no centro de Atenas contra a reforma do sistema de pensões que o governo de Alexis Tsipras está a negociar com os credores internacionais.

© Alkis Konstantinidis / Reuter

Segundo a polícia, entre 3.000 a 4.000 pensionistas, professores, trabalhadores da administração pública e outros profissionais, marcharam desde o centro da praça Omonia até à praça Syntagma, onde está a sede do Parlamento, com o objetivo de pedir ao governo para terminar com os planos de aumentar a idade da reforma para os 67 anos, assim como não aumentar os descontos para a Segurança Social dos trabalhadores por conta de outrém e dos trabalhadores independentes.

A marcha, convocada pela Confederação dos Sindicatos do Setor Público (ADEDY) e a do setor privado (GSEE), parou durante vários minutos em frente do Ministério do Trabalho onde se intensificaram os protestos e palavras de ordem contra o terceiro programa de resgate ao país.

"Depois de onze cortes nas pensões efetuados pelos governos anteriores do Pasok (socialista) e da Nova Democracia (conservador) e dos que fez a coligação Syriza-Anel (esquerdas e nacionalistas de direita) no Verão, estão agora a planear novos cortes drásticos a todos os pensionistas", lembrou em comunicado o ADEDY.

O governo grego comprometeu-se com os credores internacionais - Comissão Europeia, Banco Central Europeu (BCE), Fundo Monetário Internacional (FMI) e Mecanismo Europeu de Estabilidade) - em reduzir em 1% o Produto Interno Bruto (PIB) este ano, ou seja, 1,4 mil milhões de euros.

As novas medidas de reforma do sistema de pensões chocam com a resistência de uma sociedade que já viu cortadas as suas pensões, em média 30%, nos últimos anos.

Lusa

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Jane Goodall iniciou palestra com sons semelhantes aos dos chimpanzés
    2:18

    País

    A investigadora Jane Goodall esteve esta quinta-feira em Lisboa para participar numa conferência da National Geographic. A primatóloga começou o seu discurso com sons semelhantes aos dos chimpanzés. Numa entrevista à SIC, Goodall falou sobre os chimpanzés e sobre o trabalho que continua a desenvolver em todo o mundo, em prol do ambiente, dos animais e das pessoas. 

  • NATO vai aumentar luta contra o terrorismo

    Mundo

    O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da NATO concordaram esta quinta-feira em aumentar a luta contra o terrorismo e em "investir mais e melhor" na Aliança.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.