sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

FMI teme que Grécia tenha dificuldades em pagar dívida a partir do fim de março

O FMI teme que a Grécia tenha dificuldades em pagar a sua dívida pública a partir de finais de março e pede a Atenas para executar reformas, apesar da pressão a que está sujeita devido à crise dos refugiados.

© Yannis Behrakis / Reuters

Segundo noticia hoje a revista alemã Der Spiegel, o Fundo Monetário Internacional (FMI) está particularmente preocupado com a disponibilidade de muitos países da União Europeia para dar flexibilidade ao Governo grego no que diz respeito ao cumprimento dos compromissos assumidos no âmbito do terceiro programa de resgate, uma vez que os Estados-membros compreendem os esforços feitos pela Grécia perante os milhares de refugiados que chegam regularmente ao país.

A instituição sediada em Washington teme que isto afete a controversa reforma das pensões e insiste no cumprimento das reformas acordadas, ao mesmo tempo que continua a bloquear o relatório sobre os progressos feitos pelo país, pendente há muito tempo e que poderia levar à participação do FMI no terceiro pacote de resgate helénico.

Os especialistas do FMI lembram que a Grécia se comprometeu a alcançar um excedente orçamental de 3,5% do Produto Interno Bruto (PIB) e cortes nas pensões.

Lusa

  • Atentado "falhado" em Nova Iorque
    1:43

    Mundo

    Uma explosão numa das zonas mais movimentadas de Manhattan fez quatro feridos, esta segunda-feira. Entre eles está o homem que transportava o engenho e que foi entretanto detido.

  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • 10 Minutos com Leonor Beleza
    10:27

    10 Minutos

    A nossa convidada desta segunda-feira ainda é conhecida por ter sido ministra da Saúde e pelo seu trabalho à frente da Fundação Champalimaud. Mas desta vez vamos falar com Leonor Beleza sobre os 40 anos da revisão do Código Civil, em que esteve envolvida.

    Entrevista completa