sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Credores voltam a Atenas para resolver questões pendentes

Os representantes dos credores da Grécia regressam hoje e terça-feira a Atenas para tentar alcançar um acordo com as autoridades locais sobre as reformas que têm de adotar, no âmbito do terceiro resgate, incluindo a reforma das pensões.

© Alkis Konstantinidis / Reuter

"Depois de conversações construtivas em Washington, os chefes de missão voltam a Atenas hoje e amanhã [terça-feira]", anunciou hoje Margaritis Schinas, porta-voz da Comissão Europeia, órgão que faz parte da delegação, juntamente com o Fundo Monetário Internacional (FMI), Banco Central Europeu (BCE) e Mecanismo Europeu de Estabilidade.

As negociações para a primeira avaliação das reformas associadas ao resgate no valor de 86 mil milhões de euros foram interrompidas na passada terça-feira devido à reunião de primavera do FMI em Washington, onde os contactos prosseguiram de forma informal.

Schinas afirmou que "o objetivo da missão continua a ser concluir a primeira revisão do programa o mais cedo possível", sendo necessário chegar a consenso sobre os temas pendentes.

O porta-voz indicou que o encontro informal de ministros das Finanças da zona euro na sexta-feira em Amesterdão "será um momento importante para avaliar os progressos alcançados".

Questionado sobre se a Comissão exclui que seja alcançado um acordo antes de sexta-feira, o porta-voz recusou "especular sobre datas".

"Estamos a trabalhar com as autoridades gregas e com as outras instituições para concluir a avaliação o mais rápido possível", afirmou.

Schinas disse que as conversações sobre as reformas "avançam a bom ritmo", que há "progressos" e instou todas as partes "a manter este impulso".

"Necessitamos de um pacote de reformas que seja coerente, eficaz do ponto de vista económico, justo a nível social e equilibrado do ponto de vista orçamental".

O Governo grego considera que ainda não se conseguiu chegar a acordo nas negociações devido à posição do FMI.

Lusa

  • Grafitter morre após cair do telhado da estação de Sete Rios
    0:57

    País

    Um grafitter morreu no sábado na estação intermodal de Sete Rios, em Lisboa. O jovem caiu de uma altura de seis metros, enquanto fazia um grafitti. As autoridades terão sido alertadas por um amigo, mas quando o INEM chegou o jovem de 21 anos já estava morto.

  • Incêndio em empresa na Anadia não teve origem criminosa
    2:01

    País

    O incêndio de sábado numa fábrica de capacetes em Anadia causou estragos de perto de um milhão de euros. A empresa vai retomar a laboração já esta segunda-feira, mas só daqui a um mês é que deverá estar a trabalhar em pleno. As autoridades afastaram a possibilidade de origem criminosa, apesar das peritagens ainda não terem revelado a causa do incêndio.