sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Próxima reunião do Eurogrupo sobre a Grécia realiza-se a 9 de maio

A próxima reunião dos ministros das Finanças da zona euro (Eurogrupo) sobre a Grécia realiza-se a 9 de maio em Bruxelas, anunciou hoje o Governo grego.

Jeroen Dijsselbloem, presidente do Eurogrupo.

Jeroen Dijsselbloem, presidente do Eurogrupo.

© Eric Vidal / Reuters

"O presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, informou o ministro grego Euclide Tsakalotos de que a reunião se realiza a 09 de maio", informou o executivo de Atenas em comunicado.

Pouco depois, o porta-voz de Dijsselbloem escreveu na sua conta na rede social Twitter: "Eurogrupo extraordinário sobre a Grécia na segunda-feira 09 de maio às 13:00 TMG em Bruxelas".

Uma reunião inicialmente marcada para hoje foi cancelada no princípio desta semana devido a divergências entre Atenas e o Fundo Monetário Internacional (FMI), que exige mais medidas de corte da despesa grega.

Lusa

  • Rui Vitória não espera facilidades frente ao Tondela
    1:34

    Desporto

    O líder do campeonato, o Benfica, recebe este domingo o último classificado, o Tondela. Na conferência de antevisão do encontro, Rui Vitória afirmou que não espera facilidades. O treinador do Benfica falou ainda de Sebastian Coates.

  • O primeiro dia de Donald Trump na Casa Branca
    3:05
  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.