sicnot

Perfil

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Crise na Grécia

Primeiro-ministro grego defende no parlamento reforma fiscal e de pensões

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, defendeu hoje, no parlamento, a reforma fiscal e de pensões, que quer aprovar esta noite, para cumprir os compromissos com os credores internacionais do país.

© Alkis Konstantinidis / Reuter

"Comprometemo-nos a reformar o sistema de pensões sem reduzir as pensões principais e conseguimos", afirmou Tsipras perante os deputados, acrescentando: "O sistema necessitava de uma reforma porque é complexo, socialmente injusto e 'clientelista'. E não corresponde ao estado financeiro do país".

O primeiro-ministro assinalou que o sistema que quer aprovar hoje, na véspera da reunião do Eurogrupo, em Bruxelas, é "sustentável, sem afetar as pensões principais", e prometeu que para mais de dois milhões de reformados não haverá um único euro de corte na pensão.

"O sistema de pensões que aprovamos hoje tem como objetivo chegar a um sistema sustentável que garanta pensões com justiça social", afirmou Tsipras.

O também líder do Syriza defendeu-se das acusações do principal partido da oposição, Nova Democracia (ND), que dirigiu o país entre 2012 e 2015, afirmando que os que o acusam de impor um "tsunami de impostos" aprovaram "impostos e cortes no valor de 63.000 milhões de euros, entre 2010 e 2013", e que, "só em 2014, impuseram cortes de 10.000 milhões".

A legislação que o Governo pretende aprovar compõe-se de reformas das pensões, dos impostos diretos e dos indiretos, que permitirão economizar 5.400 milhões de euros por ano, para conseguir em 2018 um 'superavit' primário de 3,5 por cento do produto interno bruto (PIB), tal como prevê o programa do terceiro resgate, assinado no verão com os credores.

O executivo espera aprovar as reformas antes da reunião do Eurogrupo de segunda-feira, para assim poder concluir a primeira revisão do resgate e aceder aos fundos do mesmo.

O primeiro-ministro afirmou-se confiante em que após seis anos de medidas de austeridade na segunda-feira o Eurogrupo inclua na sua agenda "uma redução da dívida grega".

Os ministros das Finanças da zona euro (Eurogrupo) reúnem-se extraordinariamente na segunda-feira, em Bruxelas, e têm em agenda o novo pacote de medidas de austeridade na Grécia, definido no âmbito do terceiro resgate ao país.

Lusa

  • Família perde tudo na aldeia de Queirã
    2:32
  • Temperaturas sobem no fim de semana, risco de incêndio aumenta
    1:08

    País

    A chuva que caiu nos últimos dias não deverá ter impactos relevantes na dominuição da seca e, por isso, o risco de incêndios vai voltar a aumentar com nova subida das temperaturas. Os termómetros podem chegar aos 30 graus entre domingo e quarta-feira.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão