sicnot

Perfil

Guterres na ONU

Guterres na ONU

Guterres na ONU

Santos Silva diz que Guterres será "secretário-geral que representa a voz" dos 193 países

O ministro dos Negócios Estrangeiros português, Augusto Santos Silva, congratulou-se esta quarta-feira com a vitória de António Guterres no Conselho de Segurança das Nações Unidas e garantiu que será um "secretário-geral que representa a voz" de todos os 193 países da organização.

O Governo português recebeu a notícia da vitória de Guterres no Conselho de Segurança, que esta quinta-feira deverá indicar o seu nome para a Assembleia-Geral, com "muito orgulho, muita alegria, muita satisfação", disse hoje à Lusa o chefe da diplomacia portuguesa.

"António Guterres tem a capacidade de estabelecer pontes. Ele vai ser um secretário-geral que representa a voz das Nações Unidas como tal, de todas as nações, de todos os 193 países que fazem parte das Nações Unidas", afirmou Augusto Santos Silva.

O antigo primeiro-ministro português ficou à frente, com 13 votos favoráveis, e não recolheu nenhum veto na sexta votação do Conselho de Segurança - com 15 membros - das Nações Unidas, em Nova Iorque, para eleger o próximo secretário-geral da organização.

O presidente do Conselho de Segurança das ONU disse aos jornalistas, no final da sexta votação do Conselho de Segurança para secretário-geral, que o organismo espera recomendar "por aclamação" o nome de António Guterres na quinta-feira.

Lusa

  • "Fiquei absolutamente perplexo com a escolha de Elina Fraga"
    0:43

    País

    Rogério Alves diz que ficou perplexo com a escolha de Elina Fraga para a vice-presidência do PSD. Em declarações à TSF e Diário de Notícias, o antigo bastonário da Ordem dos Advogados lembra as divergências com o governo de Passos Coelho, sobretudo em matérias de justiça.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de armas da PSP, três recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avançou este sábado que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07