sicnot

Perfil

Guterres na ONU

A vida política de António Guterres

A vida política de António Guterres

Na primeira audição para o cargo, António Guterres lembrou o passado como primeiro-ministro para defender que está preparado para resistir a pressões e que não lhe falta capacidade de diálogo. Guterres liderou dois governos minoritários com um segundo mandato mais conturbado, que acabou com a sua demissão. Durante mais de seis meses como chefe de Governo, a diplomacia foi sempre um triunfo, com Guterres a destacar-se nos palcos internacionais.

  • Os desafios de António Guterres
    2:31

    Guterres na ONU

    A maior crise migratória do pós-guerra e o conflito na Síria são, muito provavelmente, os maiores desafios do mandato de António Guterres à frente das Nações Unidas. O isolamento internacional da Coreia do Norte e do seu programa nuclear também estarão na agenda do próximo secretário Geral da ONU que herda um planeta que poderá estar a caminho da auto-destruição.

  • SIC acompanhou visita de Guterres ao Quénia em 2010
    1:52

    Guterres na ONU

    Ao longo de 10 anos de mandato como alto comissário para os refugiados, António Guterres fez múltiplas visitas a campos de acolhimento. Em 2010, a SIC testemunhou a forma como Guterres encarava estas situações, ao acompanhar o português numa visita a um campo no norte do Quénia.

  • Escolha de Guterres elogiada por todo o mundo
    3:11

    Guterres na ONU

    A escolha de António Guterres foi saudada de forma unânime em praticamente todo o mundo. Juncker diz estar extremamente satisfeito e Ramos-Horta fala em decisão sábia. Alemanha diz que Guterres é uma excelente escolha e o Reino Unido fala num candidato excecional. Também o Brasil, Angola e Moçambique elogiaram o português.

  • António Costa evita perguntas sobre estágios não remunerados
    1:55
  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14