sicnot

Perfil

Guterres na ONU

Guterres na ONU

Guterres na ONU

Conselho de Segurança diz que não há "acordos debaixo da mesa"

Bebeto Matthews

O presidente do Conselho de Segurança da ONU, que designou esta quinta-feira por aclamação o antigo primeiro-ministro português António Guterres como novo secretário-geral das Nações Unidas, disse que não há "acordos debaixo da mesa" na escolha.

"Cabe ao Sr. Guterres decidir quem vai nomear para as posições seniores. Ao longo das discussões, expressamos o nosso interesse em estar melhor representados no secretariado. Não é segredo, já há bastante tempo que o pedimos. Mas não há acordos debaixo da mesa", disse o embaixador russo, Vitaly Churkin, que detém este mês a presidência rotativa do Conselho de Segurança.

A resolução aprovada esta quinta-feira sugere o nome de Guterres para um mandato de cinco anos, com possibilidade de ser renovado, confirmou o presidente do Conselho de Segurança.

O documento segue agora para aprovação na Assembleia-geral da ONU, onde deverá ser votado já na próxima semana.

O regulamento da ONU sugere uma votação à porta-fechada, mas isso não acontece desde 1971. A Assembleia-geral tem optado por aprovar o nome do novo secretário-geral por aclamação.

O novo secretário-geral da organização substitui Ban Ki-moon e entra em funções a 1 de janeiro de 2017.

À entrada para a reunião do Conselho de Segurança que aclamou António Guterres, o embaixador do Reino Unido, Matthew Rycroft, disse que "a visão, autoridade moral e integridade de António Guterres destacaram-no como o melhor candidato num campo cheio."

Lusa

  • Hospitais vão ser penalizados se não cumprirem tempos de espera
    2:37

    País

    O Ministério da Saúde vai penalizar os hospitais que não cumprem os tempos de espera nas urgências e que tenham taxas elevadas de cesarianas. O novo modelo de financiamento prevê ainda linhas de financiamento próprio para a obesidade e rastreios do cancro do cólon e do colo do útero.

  • Assédio, até onde vai a tolerância?
    35:26