sicnot

Perfil

Guterres na ONU

Guterres na ONU

Guterres na ONU

Oposição búlgara exige demissão do PM após candidaturas falhadas a secretário-geral da ONU

Boyko Borissov, primeiro-ministro da Bulgária

© Eric Vidal / Reuters

Os partidos da oposição búlgaros exigiram esta quinta-feira a demissão do primeiro-ministro após o falhanço das duas candidaturas femininas apresentadas por Sófia à eleição para secretário-geral da ONU.

Kornelia Ninova, líder do Partido Socialista (BSP, oposição) considerou que o primeiro-ministro conservador Boyko Borissov "traiu o interesse nacional".

"O falhanço das duas candidatas constituiu o maior e rotundo falhanço da política externa búlgara" desde o comunismo, disse Solomon Passy, um antigo ministro dos Negócios Estrangeiros.

A candidata inicial da Bulgária era Irina Bokova, mas na semana passada Borisov decidiu subitamente substituir a chefe da UNESCO pela Comissária europeia Kristalina Georgieva.

Apesar de as duas candidaturas serem provenientes da Europa de leste e mulheres, considerados dois importantes critérios para esta eleição, 13 dos 15 membros do Conselho de Segurança da ONU optaram por apoiar na quarta-feira o antigo primeiro-ministro português António Guterres.

Os três partidos da oposição apelaram à demissão de Borisov e prevê-se que os socialistas avancem com uma moção de desconfiança no hemiciclo, mas que não deverá obter os votos necessários.

Borisov já rejeitou os apelos para a sua demissão e acusou Bokova de "insolência" por ter recusado abandonar a sua candidatura após o primeiro-ministro ter alterado a sua posição e anunciado o apoio a Georgieva.

O Conselho de Segurança da ONU, com poder de veto, deverá aprovar hoje a indicação do nome de António Guterres para a Assembleia-Geral das Nações Unidas, concretizando assim a eleição do sucessor de Ban Ki-moon.

O novo secretário-geral da organização entra em funções a 1 de janeiro de 2017.

Lusa

  • "Gratidão e humildade"
    2:10

    Guterres na ONU

    O futuro secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, afirmou hoje em Lisboa que sente "humildade e gratidão" depois de o Conselho de Segurança ter indicado o seu nome, por unanimidade e aclamação, para liderar a ONU.

  • O momento da aclamação de Guterres
    0:33

    Guterres na ONU

    Pouco passava das 15:00, hora de Lisboa, quando o nome de Guterres foi oficialmente anunciado. O Conselho de Segurança das Nações Unidas escolheu por unanimidade e aclamação o antigo primeiro-ministro português como secretário-geral.

  • E vão quatro de Ronaldo
    1:58
  • "Ronaldos nascem na Rússia como cogumelos"
    1:49
  • Lançamento de balões no São João do Porto em risco

    País

    Lançar balões nas festas do São João do Porto pode não ser possível este ano, tudo irá depender das condições atmosféricas. A Secretaria de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural admitiu, esta quarta-feira, que está a acompanhar a situação mas que ainda nada está decidido.