sicnot

Perfil

Guterres na ONU

Guterres na ONU

Guterres na ONU

Oposição búlgara exige demissão do PM após candidaturas falhadas a secretário-geral da ONU

Boyko Borissov, primeiro-ministro da Bulgária

© Eric Vidal / Reuters

Os partidos da oposição búlgaros exigiram esta quinta-feira a demissão do primeiro-ministro após o falhanço das duas candidaturas femininas apresentadas por Sófia à eleição para secretário-geral da ONU.

Kornelia Ninova, líder do Partido Socialista (BSP, oposição) considerou que o primeiro-ministro conservador Boyko Borissov "traiu o interesse nacional".

"O falhanço das duas candidatas constituiu o maior e rotundo falhanço da política externa búlgara" desde o comunismo, disse Solomon Passy, um antigo ministro dos Negócios Estrangeiros.

A candidata inicial da Bulgária era Irina Bokova, mas na semana passada Borisov decidiu subitamente substituir a chefe da UNESCO pela Comissária europeia Kristalina Georgieva.

Apesar de as duas candidaturas serem provenientes da Europa de leste e mulheres, considerados dois importantes critérios para esta eleição, 13 dos 15 membros do Conselho de Segurança da ONU optaram por apoiar na quarta-feira o antigo primeiro-ministro português António Guterres.

Os três partidos da oposição apelaram à demissão de Borisov e prevê-se que os socialistas avancem com uma moção de desconfiança no hemiciclo, mas que não deverá obter os votos necessários.

Borisov já rejeitou os apelos para a sua demissão e acusou Bokova de "insolência" por ter recusado abandonar a sua candidatura após o primeiro-ministro ter alterado a sua posição e anunciado o apoio a Georgieva.

O Conselho de Segurança da ONU, com poder de veto, deverá aprovar hoje a indicação do nome de António Guterres para a Assembleia-Geral das Nações Unidas, concretizando assim a eleição do sucessor de Ban Ki-moon.

O novo secretário-geral da organização entra em funções a 1 de janeiro de 2017.

Lusa

  • "Gratidão e humildade"
    2:10

    Guterres na ONU

    O futuro secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, afirmou hoje em Lisboa que sente "humildade e gratidão" depois de o Conselho de Segurança ter indicado o seu nome, por unanimidade e aclamação, para liderar a ONU.

  • O momento da aclamação de Guterres
    0:33

    Guterres na ONU

    Pouco passava das 15:00, hora de Lisboa, quando o nome de Guterres foi oficialmente anunciado. O Conselho de Segurança das Nações Unidas escolheu por unanimidade e aclamação o antigo primeiro-ministro português como secretário-geral.

  • Governo garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo de ajuda alimentar
    1:18

    País

    O ministro da Solidariedade e Segurança Social garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo europeu de ajuda alimentar. Vieira da Silva respondeu, esta manhã, à notícia avançada pelo Jornal de Notícias que dava conta de que, este ano, o país teria desperdiçado 28 milhões de euros de um fundo europeu porque o programa ainda não está operacional. O ministro garante que o programa vai ser executado em 2017 e que este ano serviu para tomar medidas no sentido dessa implementação. Vieira da Silva assegura também que o montante disponível para o programa não foi desperdiçado e vai poder ser usado.

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01